EDUCAÇÃO SUPERIOR
Governo anuncia vestibular para curso de Medicina na UERR com trinta vagas
No pacote de medidas, o governo anunciou também expansão da UERR para a zona Oeste e transformação do HGR em hospital de ensino
Por Folha Web
Em 12/10/2017 às 02:15
Governadora Suley Campos fez anúncio das medidas na sala de reuniões do Palácio Senador Hélio Campos (Foto: Nilzete Franco)

A governadora Suely Campos (PP) lançou na tarde desta quarta-feira, 11, um pacote de quatro medidas para a educação de Roraima. Entre as principais medidas estão o anúncio do vestibular para a primeira turma do Curso de Medicina na Universidade Estadual de Roraima (UERR) e a criação do Campus de Excelência Aplicada à Educação da UERR, na zona Oeste, que é a região mais populosa e de maior vulnerabilidade da Capital. O campus funcionará na Escola Estadual Severino Cavalcante, com 340 vagas para os cursos de licenciatura no período da noite, a partir de 2018. 

Para o Curso de Medicina, serão oferecidas 30 vagas no vestibular. As aulas terão início já no primeiro semestre de 2018. O núcleo básico de saúde do curso já está formado e conta com professores experientes e com titulação acadêmica adequada. Professores médicos também serão contratados.

Segundo a governadora, como forma de viabilizar a infraestrutura adequada e o financiamento de recursos para o ensino, pesquisa e extensão dos cursos, foi determinado também, no pacote de medidas, que o Hospital das Clínicas e o Hospital Geral de Roraima (HGR) se transformem em hospitais de ensino, vinculados academicamente à instituição de ensino, o que representará um avanço significativo na política pública de educação e saúde no Estado.

“É a maior política pública estadual dos últimos anos voltada à Educação. Nossa intenção é unir nossas instituições para otimizar os recursos e as estruturas físicas, em função de uma educação de qualidade”, disse Suely ao frisar que outra medida é a construção imediata de laboratórios para dar suporte a todos os cursos da UERR.

O reitor da UERR, Régis Freitas, destacou que as medidas irão alavancar o ensino da instituição. “Essas medidas irão tornar a UERR referência no modelo de gestão, com foco na excelência da educação. Também vão levar a educação superior para mais perto da população, atendendo a uma área com muitos talentos que precisam ser mais bem explorados”, destacou. (E.S)

Sousa disse: Em 12/10/2017 às 15:34:30

"Parabéns, Governadora! Nossos jovens estavam precisando deste incentivo. "

Pedro Silva disse: Em 12/10/2017 às 14:46:24

"A UERR não consegue manter nem os cursos existentes, quem dirá, manter um curso de medicina. Isso não passa de marketing político "

José Augusto Souza Magalhães Ramos disse: Em 12/10/2017 às 10:20:19

"O GOVERNO DO FAZ DE CONTA ANUNCIA MAIS UMA FANTASIA! UM GOVERNO QUE NÃO CONSEGUE NEM MANTER DE FATO OS ATUAIS CURSOS DA UERR, VAI MANTER UM CURSO DE MEDICINA? "