AEROGRAFIA
Ilustrador faz homenagem ao skatista Tom Souza em pista de skate
O desenho foi feito na Pista de skate do Complexo Ayrton Senna,local que Tom Souza frequentava para suas acrobacias no skate
Por Raisa Carvalho
Em 02/10/2017 às 00:30
Com a caneta na mão, ele demorou cerca de 6h40 minutos em pé realizando a ilustração em aerografia (Fotos Divulgação)

Hugo Peres é conhecido pelo seu trabalho como tatuador em Boa Vista há mais de dez anos. Grande amigo de Tom Souza, ele resolveu criar uma homenagem ao skatista e editor de imagens que faleceu em um acidente de trânsito no ano passado. Com a caneta na mão, ele demorou cerca de 06h40 minutos em pé realizando a ilustração em aerografia, uma forma de arte e uma técnica de pintura e ilustração semelhante ao grafite, mas que utiliza aerógrafos para sua execução. O desenho foi feito na Pista de skate do Complexo Ayrton Senna que leva o nome do skatista.

"O Tom era um cara excepcional! E esses dias fez um ano que ele se foi, aí vários amigos lembraram a data, ele é uma pessoa que ficou na nossa mente", contou.

Segundo ele, Tom era conhecido entre os skatistas, artistas, e fãs de esportes radicais na capital, e no meio de uma conversa entre os amigos, a ideia surgiu. "Parece que ele ainda está aqui, ainda não caiu a ficha, então comentei com alguns amigos eu vou comprar umas tintas para fazer uma pintura com o rosto do Tom lá na pista de skate. Passei uma semana com isso na cabeça fiquei ansioso e contava os dias para chegar sexta-feira para fazer essa arte", contou.

O desenho por si já seria uma baita homenagem, mas os amigos resolveram se reunir no local em que Tom frequentava para uma espécie de celebração.

"Fiquei das 23:00 às 05:40 pintando, e com um grupo de amigos compramos carne e refrigerantes para passar a noite enquanto eu pintava eles observavam. Tenho certeza que quem o conhecia vai olhar para essa parede com essa pintura e ver que ele está ali", comentou.

Tom Souza

Tom faleceu ao ser atropelado por um caminhão quando tentava atravessar uma faixa de pedestres a caminho do trabalho, em setembro do ano passado. O acidente causou comoção devido à violência do trânsito e o velório contou com uma grande quantidade de amigos e conhecidos.

Em seu túmulo, no Cemitério Campo da Saudade, bairro Centenário (zona Oeste) possui uma pista de skate, uma prancha (conhecida no meio do skate como shape) com asas de anjo.

Tom era reconhecido por seu trabalho como editor e agente cultural, além de praticar o skate e longboard, ele realizava campeonatos e eventos dedicados ao esporte.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!