SUSTENTÁVEL
Instalação de energia solar pode gerar economia de até 90% na conta de luz
Consumidores podem usufruir de uma energia mais confiável e com um modelo ligado à conscientização ambiental
Por Paola Carvalho
Em 20/03/2017 às 01:45
Para o técnico em energia solar, Norry Rabelo, serviço contribui para o fornecimento de energia sem quedas em locais de difícil acesso, como chácaras e fazendas (Foto: Paola Carvalho)

Há quase três anos no mercado, a empresa Donsol é responsável pela realização de diversos serviços referentes ao consumo de energia elétrica em Roraima, entre eles, a instalação de painéis fotovoltaicos de silício voltados para a geração de energia solar.

De acordo com um dos proprietários da empresa, o técnico em energia solar Norry Rabelo, a instalação dos painéis solares rende várias vantagens ao consumidor, em especial, no setor econômico, já que o sistema pode resultar em uma redução de até 90% das contas de luz em uma residência.

O técnico explicou que o cliente pode escolher entre dois sistemas: o on-grid (ligados à rede de energia elétrica da concessionária) e o off-grid (um kit portátil de geração de energia independente, também conhecido como sistema isolado).

“A energia solar só tem vantagens. A gente entrega a possibilidade de redução de conta de até 90%, no sistema on-grid, que é onde você acessa a rede da concessionária. Nesse caso, o cliente teoricamente vende energia. Durante o dia, ele está produzindo energia. À noite, quando não tem a luz solar, é como se a concessionária cedesse a sua energia, que foi gerada durante o dia”, informou o empresário.

Já no sistema off-grid, segundo Norry, as placas solares são instaladas no local apropriado e passam diretamente a um controlador de carga que carrega um banco de baterias. “Esse banco gera energia para um inversor, onde pode ser ligado qualquer equipamento, como televisão, geladeiras, computador, depende da quantidade de energia gerada”, revelou. “Ou seja, você pode estar em cima do Monte Roraima, colocar um sistema desses e conseguir energia. Não precisa estar diretamente ligado à concessionária”, acrescentou.

O sistema isolado, de acordo com Rabelo, foi uma solução encontrada por fazendeiros e agricultores, que moram em localidades no interior do Estado e que não recebem uma energia de qualidade. “Essa foi a forma encontrada para os donos de fazendas, sítios. Uma energia de forma contínua, sem quedas, sem recessos. A energia solar é mais confiável que a concessionária entrega”, avaliou.

A engenheira civil Talita Mariana Matias disse ainda que uma das diferenças entre os sistemas é o valor. “O sistema on-grid normalmente sai mais barato que o sistema off-grid. O sistema off-grid precisa de um banco de baterias, que não sai barato. Mas o sistema on-grid vai sempre depender da concessionária. Uma das alternativas é procurar por um sistema híbrido. Usando os dois, a partir do momento que a concessionária parar de responder, a energia passa a ser a da bateria”, explicou.

INVESTIMENTO – Os interessados em bancar uma instalação de sistema solar devem se preparar para investir, pelo menos, R$ 5 mil. Para Norry, o preço varia muito de acordo com a necessidade do cliente, mas a média é que, em uma residência de dois quartos com uma família pequena, o valor do investimento seja em torno de R$ 30 mil.

Porém, o empresário ressaltou que o consumidor pode receber o retorno da sua aplicação em cerca de cinco anos. Por exemplo, se o cliente estiver pagando uma conta de R$ 500 ao mês, por cinco anos, conclui-se que o pagamento desembolsado é de R$ 30 mil. Ou seja, praticamente o mesmo valor aplicado para investir no sistema.

“O sistema on-grid dura mais de 25 anos, por conta das placas de silício. É comprovado que dura esse período. Depois, ela começa perder 0,8% ao ano de rendimento. O sistema off-grid dura mais ou menos a mesma coisa, o problema são as baterias. As baterias que são vendidas no Brasil não têm a mesma qualidade que as usadas nos Estados Unidos e têm que ser trocadas, em média, de cinco em cinco anos”, revelou Norry.

ENERGIA SUSTENTÁVEL – Outra preocupação da Donsol é estar aliada ao consumo consciente e à conscientização ambiental. “As nossas placas são feitas de silício, que é um mineral encontrado em abundância na terra e utiliza o auxílio da luz solar. Já a energia elétrica derivada da utilização de petróleo (termelétrica) e até das hidrelétricas é um sistema que usa fontes não renováveis”, disse o empresário.

“As pessoas têm que começar a criar consciência, porque se utiliza um sistema com um uso desenfreado e que, se não for pensando em formas alternativas de energia, vão acabar, o que pode gerar uma crise muito grande”, avaliou Norry. Além disso, o empresário reforçou que o sistema não emite gases poluentes, não emite ruídos e a limpeza dos painéis é feita com água a cada seis meses.

OUTRAS VANTAGENS – Conforme o engenheiro elétrico da Donsol, Yuri Venâncio, outra iniciativa da empresa é pensar especificamente na necessidade do cliente. “Quando a pessoa tem o interesse de adquirir um sistema de energia solar, a gente está aqui preparado para atender ela da parte da construção da casa até da implantação do sistema. Se for o caso, a gente já constrói a casa com o melhor posicionamento no sol. Se for preciso, a gente faz só a instalação elétrica, do jeito que o cliente preferir”, revelou.

“Tem muita empresa que vende o kit fechado dos painéis, dizendo que pode gerar energia para uma geladeira e outros eletrodomésticos, mas não se preocupam em saber qual o tipo de equipamento do cliente, se é uma geladeira pequena ou uma duplex, por exemplo. A gente se preocupa em produzir um laudo técnico, com todas as informações”, acrescentou. (P.C)

Sistema off-grid é um kit portátil de geração de energia independente
Foto: Paola Carvalho
gilberto marcelino disse: Em 20/03/2017 às 13:59:14

"Há muito se sabe que a energia fotovolcaica é bastante prática e eficiente. Há muito também se sabe que o preço de implantação é proibitivo à quase totalidade da população. Enquanto esses custos não forem reduzidos, essa alternativa ficará em terceiro plano. "