SINDICATO
Justiça cancela pela terceira vez eleição do Sitram
A atual diretoria apresentou um calendário eleitoral com todas as fases da eleição que iria ocorrer no dia 09 de agosto. Porém a oposição não aceitou o calendário proposto
Por Folha Web
Em 11/08/2017 às 16:00
A ação judicial começou quando um grupo de servidores entrou na justiça, alegando que eleição não atendia os requisitos estabelecido no estatuto do sindicato (Foto: Divulgação)

Uma decisão da 5ª Vara Cível do Poder Judiciário do Estado de Roraima suspendeu, pela terceira vez, o processo de eleição para a escolha da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Boa Vista (Sitram) na manhã desta sexta-feira, 11. Sob pena de R$10 mil por dia de descumprimento, o mandato de intimação foi cumprido por um oficial de justiça durante a realização da eleição.

A Primeira suspensão ocorreu em novembro do ano passado, na época Para apenas a Chapa 1, Experiência faz a Diferença, estava apta para a candidatura, comandada por Sueli Cardoso, que está à frente da unidade sindical há mais de seis anos. A Chapa 2 foi impugnada por não possuir os 70% da frequência exigida de acordo com a comissão eleitoral do sindicato.

A ação judicial começou quando um grupo de servidores entrou na justiça, alegando que eleição não atendia os requisitos estabelecido no estatuto do sindicato, sendo uma das chapas impugnadas. Uma nova eleição foi marcada para março, mas também foi suspensa.

A atual diretoria apresentou um calendário eleitoral com todas as fases da eleição que iria ocorrer no dia 09 de agosto. Porém a oposição não aceitou o calendário proposto.

dvianna disse: Em 11/08/2017 às 20:09:36

"Pelo que tem na decisão, a presidente interina não respeita o próprio pedido de suspensão, e fez um processo contrário ao seu pedido."