LAPER
Laboratório que faz diagnóstico para câncer ganha sede própria
O prédio será inaugurado nesta segunda-feira (20). Ele está localizado ao lado do Hospital Geral de Roraima
Por Folha Web
Em 20/03/2017 às 14:00
O Laper (Laboratório de Anatomocitopatologia de Roraima) é único laboratório público para diagnóstico de várias doenças, inclusive do câncer (Foto: Divulgação)

Após 35 anos funcionando em locais improvisados, o Laper (Laboratório de Anatomocitopatologia de Roraima), único laboratório público para diagnóstico de várias doenças, inclusive do câncer, finalmente ganhou sua sede própria.

O prédio será inaugurado nesta segunda-feira (20), às 16h, na rua Amsterdã, S/N, Aeroporto, ao lado do Hospital Geral de Roraima, com a participação da governadora Suely Campos.

A antiga estrutura funcionava na antiga sede da Escola Técnica do SUS, no Bairro dos Estados, de maneira improvisada. O novo espaço tem 400 metros quadrados e recebeu aparelhos e móveis novos para atender a população, além de ter 35 profissionais qualificados para a detecção de doenças graves como o câncer.

“Com a mudança, os profissionais poderão desempenhar as suas funções de forma mais ampla e adequada. Será possível melhorar a tecnologia e com isso, prestar um atendimento de mais qualidade para a população”, destacou o secretário estadual de Saúde, César Penna.

O valor total da obra é de aproximadamente R$ 750 mil provenientes de recursos federais, por meio da Caixa Econômica Federal, com contrapartida do Estado.

O Governo do Estado angariou mais R$270 mil para compra de equipamentos. Quando foi criado, funcionava no antigo Hospital Coronel Mota. Depois, na maternidade e no Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública de Roraima), até ser transferido para a antiga sede da Escola Técnica do SUS, no bairro dos Estados.

A atual gestão encontrou o processo de construção parado, e nos seis primeiros meses de gestão da governadora Suely Campos, a Sesau acompanhou de forma intensiva o processo para iniciar a construção do Laper. “Esta é uma grande conquista deste governo considerando que ao receber a pasta, muitas precariedades foram encontradas e junto com isso, dívidas praticamente impagáveis. Aos poucos estamos nos ajustando e os resultados já estão se transformando em melhorias nos serviços prestados à população”, explicou Penna.
O laboratório dispõe de dois setores principais: o de Citopatologia, que analisa os exames de paponicolau (que detecta a presença de câncer de colo do útero); e o setor de Histopatologia, onde são realizados, por exemplo, exames histopatológicos para confirmar ou afastar um ou mais diagnósticos ou hipóteses diagnósticas.

ATENDIMENTOS - Somente em 2016 foram realizados mais de 15,3 mil exames.  Ainda no ano passado foram confirmados 390 casos de câncer no Estado por meio dos diagnósticos do Laper. Vale lembrar que o laboratório se tornou autosuficiente há cinco anos, quando passou a realizar todos os exames solicitados, não tendo que enviar para outro estado.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!