CONCESSÃO
Levantamento patrimonial da Cerr já está em andamento, diz Governo
Por Paola Carvalho
Em 20/05/2017 às 01:32
Não há prazo para o encerramento do processo que define os valores do patrimônio da Cerr (Foto: Arquivo/Folha)

Em razão da descontinuação do contrato de concessão da Companhia de Energia Elétrica de Roraima (Cerr) com o Governo Federal, a empresa precisará fazer o levantamento do seu patrimônio adquirido ao longo dos anos, como as linhas de rede de transmissão, parques geradores, propriedades, veículos e demais equipamentos que eram utilizados para realizar os serviços de distribuição energética aos municípios do interior.

De acordo com o Governo do Estado, técnicos já estão em campo realizando o levantamento patrimonial da empresa, em conjunto com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “O processo que irá avaliar o valor de mercado da Companhia já está em andamento. Todas as informações e valores de equipamentos, rede de energia, prédios localizados no interior do Estado estão sendo levantados pelos setores de engenharia e contábil”, diz a nota.

Porém, o governo ressaltou que ainda não há estimativa de prazo para o fim desse levantamento e dos valores do patrimônio da Companhia. A previsão é que assim que o levantamento patrimonial for inteiramente avaliado, a União vai indenizar a empresa roraimense conforme o valor dos equipamentos no mercado.

O CASO – Após anos de relatos de que a Cerr seria integrada para a Eletrobras Distribuição Roraima, o Ministério de Minas e Energia anunciou, em agosto do ano passado, a concessão de prestação de serviços da Cerr e definiu o repasse da prestação de serviços no interior para a Eletrobras Distribuição Roraima. A empresa assumiu a responsabilidade desde o início deste ano. (P.C.)

Vigilante_RR disse: Em 21/05/2017 às 08:34:34

"É uma justificativa muito evasiva para manter uma empresa sem função funcionando ...e quem paga os custos da Manutencao desse cabide de emprego é o povo ...isto porque sabe-se que a contabilidade de uma empresa faz de forma contínua gestão sobre o patrimônio, ou seja, o que estão dizendo que vai fazer já deveria estar pronto....só desculpa para manter esse elegante Branco que perdeu a concessão por causa da ineficiência e roubalheira...."