‘ABRIL MARROM’
Mês é dedicado à prevenção da cegueira
Campanha incentiva a conscientização sobre a realidade de pessoas cegas ou com deficiência visual severa
Por Raisa Carvalho
Em 11/04/2017 às 00:12
Fotos: Divulgação

Abril é o mês dedicado à prevenção da cegueira e também à conscientização sobre a realidade das pessoas cegas ou com deficiência visual severa no País. Os oftalmologistas Marcelo Moreira e Eloisa Klein explicam que a ação tem como objetivo conscientizar a população e reduzir a incidência do problema em todo o país.

“O projeto ‘Abril Marrom’ nasceu no ano de 2016, no Estado de São Paulo, e desde então vem se espalhando por todo o Brasil. Tendo como público-alvo toda a população brasileira, em suas diversas faixas etárias, a iniciativa visa alertar a população sobre as causas mais comuns de cegueira e o que pode ser feito para preveni-las”, conta o especialista.

Estatísticas do Conselho Brasileiro de Oftalmologia apontam para um total de um milhão de vítimas de cegueira advinda do glaucoma no país. Ainda de acordo com o CBO, estima-se que 70% dos portadores não estejam em tratamento. Até 2020, com a maior longevidade da população, a expectativa é a de que 80 milhões a desenvolvam, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

De acordo com Eloisa, a Medicina Preventiva, como é chamada a consulta ao médico para evitar doenças, ainda não é muito difundida em nossa cultura. “Por desconhecimento ou dificuldade de acesso, ainda buscamos o médico apenas quando percebemos um problema já instalado. Ao longo das últimas décadas, as Universidades, os veículos de comunicação e as campanhas publicitárias têm auxiliado enormemente a educar a população de que a prevenção às doenças é a melhor opção. Ainda há um longo caminho a percorrer. Por isso, campanhas como o ‘Abril Marrom’ são muito bem-vindas”, relata.

Segundo os especialistas, crianças e idosos sempre requerem mais cuidado, mas todas as faixas etárias têm suas particularidades. Entre a população economicamente ativa, por exemplo, os acidentes domésticos ou de trabalho são um fator importante de causa de cegueira.

“Muitos deles poderiam ser evitados com o simples uso de óculos de proteção. Atividades banais como pregar, enrolar um arame farpado ou cortar as unhas do seu bebê podem ter um resultado desastroso, se não estivermos atentos. Quando nos descuidamos das medidas de proteção, estamos nos expondo a riscos desnecessários”, relata o médico.

Entre as doenças que mais atingem os brasileiros, na infância, a principal causa de cegueira são os erros de refração (necessidade de grau de óculos). “Adultos, jovens precisam estar atentos aos acidentes domésticos ou de trabalho, além dos erros de refração. Na meia-idade, doenças como glaucoma e diabete recebem destaque. Na população mais idosa, catarata, degeneração macular relacionada à idade, glaucoma e diabete são os principais causadores de cegueira”, explica Eloisa.

Principais Cuidados

Você pode pensar que sua visão está boa ou que seus olhos estão saudáveis, mas visitar seu oftalmologista para um exame completo é a única forma de ter certeza. Quando se trata de problemas simples, algumas pessoas não percebem que poderiam enxergar melhor se usassem óculos ou lentes de contato. Além disso, algumas doenças oculares crônicas comuns como o Glaucoma, Retinopatia Diabética e Degeneração Macular, normalmente não apresentam sintomas.

A única forma de detectar essas patologias gravíssimas em estágio inicial é realizando exames regulares. Além disso, existem aqueles cuidados essenciais para garantir uma boa saúde dos olhos.

“Usar óculos solares, visitar o seu oftalmologista regularmente e não usar medicações nos olhos que não tenham sido prescritas por um médico. Para quem tem história na família de doença ocular, o cuidado deve ser redobrado. Caso perceba alteração da visão, procure seu médico o mais rápido possível”, finaliza Eloisa.

Comentários
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!