MEI
Microempreendedores de Roraima recebem capacitação na Semana do MEI
Por Folha Web
Em 16/05/2018 às 02:01
Semana do MEI está sendo realizada na Praça Germano Sampaio, no bairro Pintolândia, e na Avenida Princesa Isabel, Santa Tereza (Foto: Diane Sampaio)

Os microempreendedores individuais de Roraima e as pessoas que desejam se tornar um empreendedor estão recebendo orientação e capacitação durante a Semana do MEI, evento que iniciou na segunda-feira e que vai até sábado, 19. Em Boa Vista, a ação está sendo realizada na Praça Germano Sampaio, no bairro Pintolândia, e na Avenida Princesa Isabel, Santa Tereza. 

A Semana do MEI é uma iniciativa do Sebrae e acontece em todo o Brasil com atividades voltadas no foco da formalização dos potenciais empresários que tem a disposição oficinas, palestras, cursos, consultoria para formalização e informações para fazer um negócio individual alcançar muito mais resultados, além da Semana Nacional de Educação Financeira (ENEF) que tem como objetivo disseminar a educação financeira, previdenciárias e de seguros e contribuir para o fortalecimento da autonomia.

De acordo com a analista técnica do Sebrae, Gliceria Lopes, todas as ações acontecerão no mesmo período, visando alcançar um número significativo de empreendedores. “O microempreendedor tem um papel importante na economia do estado. São pessoas que trabalham por conta própria, tendo um funcionário e gerando faturamento de até R$ 81 mil por ano, em média de R$ 6.750 por mês. A ideia é que o microempreendedor cresça, evolua e tenha uma microempresa e contribua no fomento à economia e trazendo desenvolvimento para o estado”, afirmou.

Para a analista, o planejamento, a organização e o controle financeiro são as principais dicas para quem quer ingressar num empreendimento. “Estamos falando durante o evento sobre o Canvas, que é um modelo de negócio que permite enxergar como andam as condições da empresa e mostra como atrair os lucros desejados”, informou.

O programa também atende pessoas que ainda não são, mas desejam se tornar um microempreendedor e se formalizar. Nos cursos e palestras vários temas são abordados, como: vitrine de loja, as vantagens de ter um negócio formalizado, gestão de finanças pessoais, inovar para competir, gestão financeira entre outros.

De acordo com a gerente da Unidade Técnica Geral de Atendimento Individual e Internacional, Kátia Veskesky, a ideia é descentralizar o atendimento ao público alvo do Sebrae apenas das suas unidades e ir para mais perto dos potenciais empreendedores.

“Queremos que os microempreendedores individuais entendam seus direitos e deveres, que entendam a importância da formalização e suas vantagens. Estaremos trabalhando, por exemplo, na declaração de imposto de renda dos MEIs, que deve ser feita até o dia 31 de maio. Não há nenhum custo para os empreendedores que não ultrapassarem o faturamento, mas não podem deixar de fazer”, ressaltou. (K.M)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!