SEPARADOS POR FACÇÕES
Ministério Público quer explicações sobre adolescentes encarcerados em Vans no CSE
Durante o fim de semana, cerca de 12 adolescentes internos do Centro Socioeducativo foram mantidos dentro de vans. 
Por Folha Web
Em 11/07/2018 às 09:32
O CSE sofreu diversos danos provocados por adolescentes, no fim de semana foram separados por facções dentro dos carros-cela  

Depois de realizar diligência no CSE (Centro Socioeducativo Homero Cruz), o MPRR (Ministério Público do Estado de Roraima) requisitou informações a respeito dos últimos ocorridos na unidade de ressocialização, onde cerca de 12 adolescentes passaram o fim de semana encarcerados em carros-cela do sistema prisional do Estado.


A Promotoria de Justiça de Infância e da Juventude, do MPRR, realizou diligência no local, com o decorrer da situação. A intenção foi acompanhar o caso para que fosse observada com a absoluta prioridade a efetivação dos direitos e garantias referentes à vida e a integridade física, a saúde e a dignidade dos adolescentes que cumprem medida socioeducativa no local.


Mesmo com a diligência, a Promotoria da Infância e Juventude, demandou ao Centro Socioeducativo, que disponibilize explicações oficiais a respeito dos fatos ocorridos que levaram a retirada dos adolescentes de dentro da estrutura da unidade e sobre o encarceramento deles por dois dias em vans. O objetivo é obter resposta a respeito da adoção de medidas para que tal situação não venha a se repetir.


No final de semana, as informações encaminhadas pela Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) justificavam que a retirada dos adolescentes para colocação em vans, por um período de dois dias, ocorreu em necessidade da realização de reparos na estrutura dos quartos, que sofreram danos expressivos durante as tentativas de confrontos entre os socioeducandos, que seriam ligados a facções rivais.

ARIMATÉIA disse: Em 11/07/2018 às 20:49:13

"Por mim cada Promotor levava 18 adolescentes para casa."

Carlos Gomes disse: Em 11/07/2018 às 19:48:52

"Esses membros da Promotoria de Justiça de Infância e da Juventude, do MPRR, são uns brincantes...os menores em conflito com a lei, quebram todas as instalações do CSE e ainda são tratados como se fossem as vítimas, e onde fica a integridade física dos sócios educadores que se desdobram para tentar trabalhar...e mais, todos os dias sendo ameaçados de morte por esses menores protegidos por essa instituição, por isso senhores, não se iludam, os nomes dos senhores também fazem parte na lista das ameaças....e quiçá precisarão de alguém para tentar protegê-los."

Gabriel Oliveira disse: Em 11/07/2018 às 15:01:13

"Tem uma briga de facções dentro do cse.. e o nosso glorioso MP tá preocupado e com os adolescentes que foram isolados? Ta tudo destruído la lentro...pinta que eles não entenderam !!! "

Fernando disse: Em 11/07/2018 às 09:50:08

"eles mesmos traçam os seus destinos macabros, aí, sem recursos e sem apoio de ninguém, os agentes carcerários tentam resolver os mais diversos problemas que essas sementinhas causam. Aí chega MP e tira o sossego de quem está trabalhando.... Esse é o Brasil sil sil sil."