CORES E LINGUAGENS
Mostra Artística e Cultural divulga novos artistas roraimenses
Gostei (0) Não gostei (0)
O evento ocorre nesta sexta-feira, 6, às 8h, no hall do Colégio de Aplicação. A entrada é franca
Por Raisa Carvalho
Em 05/07/2018 às 00:04
Alunos expõem trabalhos de artes que produziram na aula (Fotos Divulgação)

Quem quiser apreciar o trabalho dos novos artistas roraimenses deve ficar atento à programação da mostra Artística e Cultural do Projeto Cores e Linguagens do Colégio de Aplicação. Esculturas, pinturas, desenhos, fotografias, dança, declamação e interpretação de poemas fazem parte do evento que ocorre nesta sexta-feira, 6, às 8h, no hall do Colégio de Aplicação dentro do Campus Paricarana da UFRR.

O tema escolhido para este ano, aborda ‘Amazonas: Vida, Poética e Tecnologia”. “Em sua VIII realização, o projeto mostra os aspectos da produção e vivências do maior estado da Região Norte e também do país.São aspectos simbólicos que caracterizam, principalmente, a influência dos povos indígenas na música, nas artes plásticas, artesanato, língua, empreendedorismo e nas manifestações folclóricas do Amazonas”, explica uma das coordenadoras do evento, a professora Pétira Maria dos Santos.

As pesquisas e produções foram orientadas pelos professores, psicopedagogos, psicólogos e artistas convidados participantes do projeto.

“A novidade deste ano fica por conta da participação dos alunos do PLE, estudantes de Língua Portuguesa para Estrangeiros, que fazem parte do movimento de internacionalização da UFRR”, ressalta.

O objetivo do projeto é descobrir talentos dentro do ambiente escolar. “Acreditamos que o exercício artístico contribui para um olhar mais sensível e crítico ao estimular a potencialidade criativa” conta.

As oficinas ocorrem durante todo o período letivo anual, culminando com a confecção de portfólios, publicações e exposições dos trabalhos desenvolvidos em espaços culturais.

Segundo ela, o projeto tem o intuito de capacitar os alunos do Colégio de Aplicação, do ensino fundamental I, II e ensino médio, através de oficinas, abrindo uma parceria com professores das redes estadual, municipal, federal instituições de ensino particular, onde esses professores são artistas locais, acadêmicos de artes visuais, e artistas indígenas, como também de outros estados.

“Trabalhar com estes recursos nas oficinas é mais uma ferramenta na formação sociocultural dos alunos. As Oficinas de Artes trabalham o processo da criação e a valorização da arte, fazendo com que o aluno aproprie-se desses recursos para conectar-se aos mundos internos e externos, através da produção de arte, torna-se um elo de diálogo, experimental e metodológico”, explica.

PROGRAMAÇÃO

Coral do CAp/UFRR: “Não mata a mata”, do cantor Adelson Santos e, “Bate forte o tambor”, com as turmas 1151, 1161, 1162, 1171 e 1172 com a participação especial dos alunos do ensino médio sob a coordenação do Professor Tiago Cardoso;
Banda do CAp/UFRR;

Coral Madrigal (Profª. Flávia – PRAE/CCULT/UFRR);

Grupos musicais de violão e flauta - Professor Tiago Cardoso

“Maria, a deusa Tupinambá”, com Manu Gomes – Dança (homenagem à mais prestigiada Cunhãporanga do Festival de Parintins: Maria Azedo;

Festival na ilha de Parintins: os bois do Amazonas. Coordenado pelos professores do ensino fundamental I.

Companhia Arteatro com os artistas: Anderson Nascimento e Márcio Sergino (Apresentação Poética - Anderson Souza);

Dança do Amazonas com as turmas 1161 e 1162, do fundamental II, sob a coordenação da professora Angelica de Almeida Pereira;

Declamação e exposição dos Poemas “O estatuto do homem” do poeta Thiago de Mello com alunos do 6º e alunos do PLE “O pão de cada dia”, sob a coordenação da profª. Robélia e prof. Franciel;

Dramatização da lenda Naruna com os alunos da turma 1191, do ensino fundamental II, sob a coordenação do Professor Marcus Vinícius da Silva

Os bois do Amazonas: a dança do boi-bumbá, 2º ano, do ensino médio, turmas 1821-22; sob orientação do Prof. Waldilson; Coreografia de Ademir Soares.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!