DEFENSORIA PÚBLICA
Nova defensora-geral toma posse prometendo ampliar atendimento
Com 14 anos na casa, nova defensora-geral assume prometendo contratação de mais defensores e servidores
Por Folha Web
Em 10/01/2017 às 01:13
Defensora-geral da DPE, Terezinha Muniz, falou dos desafios para seu biênio (Foto: Wenderson de Jesus)

"Nós temos uma série de prioridades dentro do órgão e, dentre elas, está a contratação de novos defensores e servidores, reestruturação do parque tecnológico da Defensoria Pública e a ampliação da malha de atendimento, por meio da Defensoria Itinerante, pois todos os nossos serviços são de fundamental importância para a sociedade roraimense". Essas foram algumas das medidas anunciadas como prioridade pela nova defensora-geral da Defensoria Pública do Estado de Roraima (DPE-RR), Terezinha Muniz, durante a solenidade de posse ocorrida no auditório da instituição, na manhã desta segunda-feira.

Escolhida para ficar à frente do órgão para o biênio 2017-2019, ela assume com o desafio de otimizar a gestão pública de qualidade dentro do limite orçamentário da instituição. "Nós sabemos que os desafios são grandes, mas eu já estou como defensora pública há 14 anos. Então, com o conhecimento que tenho, acredito que tenho condições de enfrentar os problemas existentes, procurando melhorá-los dentro da nossa realidade orçamentária”, afirmou.

Terezinha é a segunda mulher concursada a se tornar defensora-geral, o cargo mais alto da instituição. Ela ingressou na DPE por meio do primeiro concurso público, realizado em 2002. Até o momento, já atuou em várias instâncias do Judiciário. Em seu primeiro discurso como defensora-geral, também falou sobre a confiança depositada para exercer um cargo tão importante para o pleno funcionamento da Defensoria.

“A minha posse como defensora pública-geral não foi uma decisão unilateral. Pelo contrário, foi uma decisão compartilhada por vários defensores e defensoras que decidiram em nome da unidade institucional, confiar-me essa missão”, disse ao lembrar que a primeira concursada que assumiu a DPE foi a colega Lenir Rodrigues, em 2003, hoje deputada estadual.   

Ela continuou falando sobre união entre os pares. “Hoje o que nos une é a vontade incontrolável de continuar a construir juntos uma Defensoria verdadeiramente autônoma, eficiente e transparente, uma verdadeira agente de transformação social”, disse.

Ela frisou a importância da parceria com os demais poderes e, sobretudo, por um trabalho conjunto. “Buscaremos ao longo do mandato o equilíbrio e a paz institucional, e é em torno dela que a pluralidade de ideias e pensamentos têm que se curvar para a construção de uma necessária e renovada Defensoria Pública, compromissada com nosso bem maior, nossos assistidos”, frisou.

Autoridades falam sobre crescimento do órgão

Além do subdefensor público-geral Stélio Denner, a solenidade contou com as presenças do chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Oleno Matos, da presidente em exercício da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), deputada Lenir Rodrigues (PPS), do presidente do Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR), desembargador Almiro Padilha, entre outras autoridades.

O chefe da Casa Civil, Oleno Matos, que também é defensor público, mas se encontra licenciado para cumprimento de mandato político, falou da parceria entre o Governo do Estado e a DPE. “Queremos cada vez mais aprimorar essa parceria, discutir várias ações começando pela melhoria do orçamento, pois a Defensoria precisa de mais recursos para implantar os programas e alcançar mais pessoas em todo o Estado. Serão dois anos de muito trabalho e eu não tenho dúvidas de que a relação da Defensoria com o governo irá melhorar ainda mais”, destacou.

“Acredito que a Terezinha vai dar continuidade aos compromissos de gestão da Defensoria Pública. Além de ser uma mulher capacitada, tenho certeza que nesses dois anos de mandato a Defensoria só tende a crescer”, frisou o subdefensor público-geral Stélio Dener.  

A representante da Presidência da Assembleia Legislativa de Roraima, deputada Lenir Rodrigues, também defensora pública, discursou sobre a importância do fato de uma mulher assumir a Defensoria. “Hoje estou muito feliz com a posse de Terezinha, visto que ela tem um histórico de luta, inclusive nos movimentos sociais, e ela pode representar bem as mulheres aqui na Defensoria Pública”, frisou.

Segundo o desembargador Almiro Padilha, presidente do Tribunal de Justiça do Estado, a parceria entre Defensoria e o Judiciário permanecerá sempre muito próxima. “Não há como pensar em fazer um Poder Judiciário ágil, moderno, sem uma grande parceria com a Defensoria Pública”, destacou.

A defensora Vera Lúcia Pereira acredita em uma gestão renovada e com novas conquistas institucionais. “A expectativa é que continue o trabalho de estruturação da Defensoria, com melhorias para todos os servidores e membros”, argumentou.

Para o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Mauro Campello, Terezinha é uma pessoa extremamente gabaritada e que trará bons frutos para a Defensoria. “Tenho certeza que ela fará um trabalho cada vez maior de aproximação com a sociedade”, complementou.



Foto: Wenderson de Jesus
Representantes dos poderes constituídos estiveram na solenidade de posse
Roraimado disse: Em 11/01/2017 às 09:55:02

"para mim a nova defensora geral devia acabar com esse cabide de emprego da DPRR, muitos apadrinhados e fazer concursos publico para todos os cargos."