O VALE DO RIO BRANCO
Obra mostra os primeiros registros fotográficos feitos em Roraima
O livro reproduz o conjunto de textos do álbum oficial do início do século XX, sobre o Vale do Rio Branco
Por Raisa Carvalho
Em 04/10/2017 às 00:15
Lançamento ocorre nesta quarta-feira (4) no Salão Nobre da Universidade Federal de Roraima (Fotos: Arquivo Pessoal)

A obra "Vale do Rio Branco: edição especial com estudos críticos", publicação organizada pelos professores Maurício Zouein (UFRR) e Andrea Casa Nova Maia (UFRJ), será lançada nesta quarta-feira (4) no Salão Nobre da Universidade Federal de Roraima, a partir das 10 horas. A obra tem apoio da Editora da UFRR e do Núcleo de Pesquisa Semiótica da Amazônia (NUPS).

A solenidade contará com a participação do professor doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Johannes Andreas Valentin, que possui pesquisa sobre a fotografia amazônica do alemão George Huebner.

O livro reproduz o conjunto de textos do álbum oficial do início do século XX, sobre o Vale do Rio Branco, e a expedição ocorreu em 1904 quando o Governador do Amazonas Antônio Constantino Nery (1859-1924) contratou o fotógrafo George Huebner para subir o Rio Branco, a bordo do Vapor Mararyr em 1904, junto com o engenheiro militar Alfredo Ernesto Jacques Ourique (1848-1932). O livro foi editado na Alemanha e lançado em 1908 no Rio de Janeiro.

“George Huebner já tinha uma experiência em fotografar expedições nessa região, ele tem fotografias sobre Manaus e de algumas regiões no Peru. A fotografia na época era muito solicitada e muito vendável, o fotógrafo possuía vários estudos a respeito de Orquídea, uma flor muito cultuada na Europa que vinha dos trópicos”, ressaltou Valentin.

De acordo com o Maurício Zouein, a segunda parte da obra apresenta estudos críticos que refletem sobre a produção encomendada pelo então governador do Amazonas. Cerca de 400 exemplares das obras serão distribuídos nas escolas da capital e do interior de Roraima.

“São os primeiros registros da nossa capital, em uma das fotos inclusive, aparece a primeira imagem de um instrumento musical, um violão trazido na expedição, cada detalhe dessa obra pode render inúmeras pesquisas e estudos a cerca desse período. Queremos mostrar essa obra que a comunidade ainda desconhece”, afirmou.

A edição mostra uma compilação organizada e classificada do trabalho do engenheiro militar Alfredo Ernesto Jacques Ourique de 1906 e do fotógrafo George Huebner, que faziam parte da comitiva do então governador do Amazonas, Antonio Constantino Nery. O trabalho tinha a intenção de registrar e documentar a vida ribeirinha, as paisagens naturais, as fazendas existentes, as fronteiras e a população indígena.

Sinopse – O Governador do Amazonas Antônio Constantino Nery (1859-1924) contrata o fotógrafo George Huebner para subir o Rio Branco, a bordo do Vapor Mararyr em 1904, junto com o engenheiro militar Alfredo Ernesto Jacques Ourique (1848-1932), documentaram a vida ribeirinha, as grandes fazendas nacionais do Rio Branco, ‘São Marcos” e “São Bento”, a origem da maior parte da carne que abastecia Manaus, as ruínas do Forte São Joaquim, a fronteira do Brasil com a Guiana Inglesa, as paisagens naturais e a população indígena. O álbum “Vale do Rio Branco” foi editado em Dresden, na Alemanha, ficando pronto em 1906, porém foi divulgado apenas em 1908 na Exposição Nacional no Rio de Janeiro.

Serviço
Lançamento de livro
Data: 4 de outubro
Local: UFRR – Salão Nobre
Hora: 10 horas

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!