SERVIÇO INCOMPLETO
Obras de meio-fio ficam pela metade em rua no Cambará
Moradores reclamam que construtora contratada pela Prefeitura de Boa Vista não concluiu o serviço
Por Ana Gabriela Gomes
Em 11/09/2017 às 01:38
Sem trabalho concluído, água não tem como escoar para o bueiro (Foto: Nilzete Franco)

Moradores da rua Henrique de Oliveira Gomes, no bairro Cambará, zona oeste da capital, relataram à Folha que estão sendo prejudicados com a situação da rua. Segundo os denunciantes, há cerca de dois meses, a Prefeitura de Boa Vista teria iniciado obras relacionadas à construção de meio-fio no bairro. No entanto, ao chegar à rua Henrique de Oliveira Gomes, a construção foi iniciada e abandonada antes do término.

Em contato com os operários no local, o morador Liendenson de Melo foi informado que não havia ordem de serviço para a construção. Contudo, ele ressaltou que as vias paralelas à rua Henrique de Oliveira Gomes receberam a construção de meio-fio com passagem para escoamento de água. “Aí em vez de continuar, eles passaram para as ruas que sucedem a nossa e não tem nem previsão de eles terminarem”, disse.

Ainda que o período chuvoso tenha terminado, as chuvas esporádicas estão prejudicando os moradores, principalmente os que moram no trecho que recebeu o meio-fio. Como o trabalho não foi finalizado, não há maneiras de a água escoar para a rede de drenagem, causando uma espécie de inundação. “Ela chega a cair na drenagem quando transborda, mas aí precisa chover muito. A chuva de sábado [retrasado] foi suficiente pra gerar uma poça, mas não para transbordar, por exemplo”, relatou.

Outro morador, que reside há cerca de 30 anos na rua Henrique de Oliveira Gomes e preferiu não se identificar, informou à Folha que o método de obras do município não tem agradado. “Eles fazem as coisas por etapas. Então eles quebram três vezes o mesmo lugar se for preciso. Com certeza, eles vão construir calçadas agora, aí vão ter que quebrar de novo”, frisou. Além disso, ele destacou que durante as reformas os moradores têm dificuldade em estacionar o carro em casa.

A equipe de reportagem esteve na rua e constatou o que os moradores relataram. Em visita às ruas paralelas a Henrique de Oliveira Gomes, foi registrada a maneira que o meio-fio deveria ter sido construído.  (A.G.G)

OUTRO LADO – A Secretaria Municipal de Obras esclarece que o serviço no bairro Cambará já foi concluído. A construção contemplava meio-fio e sarjeta, entre a rua Mestre Albano e José Aleixo. O serviço no local foi um complemento a uma obra de drenagem na região que solucionou um ponto crítico de alagamento existente na avenida Padre Anchieta.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!