CANTO FORTE
Onze músicos selecionados se apresentam na grande final
Por Folha Web
Em 08/04/2017 às 00:13
Fotos: Divulgação

Após dois dias de competição, onze selecionados se apresentam na grande final do Festival Canto Forte nesse sábado, no Centro Amazônico de Fronteiras da Universidade Federal de Roraima, a partir das 19 horas. A entrada é franca.

Para ser selecionado, o músico apresentou uma música inédita. A proposta é movimentar o cenário musical com novos artistas e o desafio de compor novas músicas.

O nome “Canto Forte” é o título de uma das músicas do produtor cultural Joemir Guimarães, que fez grande sucesso na década de 80. De acordo com ele, que é coordenador do evento, a seleção dos vencedores será realizada por uma comissão julgadora formada de pessoas reconhecidas na área Lítero-Musical. As músicas inéditas mais pontuadas ganham o prêmio da noite.

“Os critérios básicos de julgamento pela comissão julgadora para as eliminatórias e para a grande final serão: Letra, Melodia, Interpretação e a música como um todo. O Festival é reconhecido pela diversidade em sua programação, que tem como principal objetivo a formação de plateias. São sete anos incentivando a música roraimense, mais de 600 músicas lançadas, cerca de 125 mil em prêmios. O festival que teve transmissão ao vivo para todo o estado”, relata.

Segundo ele, todas as candidatas estão aptas a vencer. “A música deve transmitir a identidade da música roraimense, com tema livre, o compositor pode abordar o que a inspiração lhe trouxer, e todas as músicas que participam do festival são aptas a vencer esse concurso que apresenta os mais variados estilos, desde o forró, boi-bumbá, samba e rock”, relata.

Vencedora de melhor intérprete da última edição, Lionella Edwards explica que o festival é uma grande oportunidade para quem está no início de sua carreira.

“Existe todo um tratamento especial com o artista, uma estrutura de palco, uma banda especializada, é uma forma de se aperfeiçoar, e expandir o conhecimento musical”, conta.

O evento ocorre por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com o patrocínio oficial da REC Distribuidora e apoio da Fundação Ajuri, da Universidade Federal de Roraima, da LB Construções e da Power Comp Informática e Eletrônicos.

Premiação

O Festival premia ao todo artistas que ficam até o décimo lugar com um total de 25 mil reais.  O primeiro lugar fica com o maior prêmio da noite no valor de R$ 10 mil, o segundo lugar ganha R$ 6 mil. Para o 3ª lugar, o valor do prêmio é de R$ 3 mil, o 4º com mil reais e, do 5º ao 10º, os vencedores ganham R$ 500 reais. Ainda há o prêmio para melhor intérprete no valor de 2 mil reais.

Comentários
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!