FRAUDES EM LICITAÇÕES
PF cumpre mandados de busca e apreensão e condução coercitiva em Mucajaí
Ação foi realizada no início da manhã desta sexta-feira, 01º. Mandados têm a ver com investigação de licitações da secretaria de saúde
Por Folha Web
Em 01/12/2017 às 10:00
A PF buscou a apreensão de cinco processos específicos nas áreas de saúde (Foto: Divulgação)

A Polícia Federal (PF) cumpriu, na manhã desta sexta-feira, 01º, mandados de busca e apreensão e condução coercitiva no município de Mucajaí, região Centro-Oeste de Roraima.

Segundo informações obtidas com exclusividade pela Folhaweb, os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da Prefeitura Municipal de Mucajaí e em endereços de alguns servidores do município. A PF buscou a apreensão de cinco processos específicos nas áreas de saúde.

Foram conduzidos e levados coercitivamente para prestar depoimento na sede da Polícia Federal em Boa Vista dois ex-secretários das pastas de Educação e Saúde do município. Antes de serem levados ao prédio da Superintendência, os dois fizeram exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

A operação tem ligação com os mandados que estão sendo cumpridos pela PF desde o início do mês passado em vários municípios do Estado por conta de processos licitatórios envolvendo a contratação de empresas que prestam serviços às Secretarias de Saúde.

A Polícia Federal informou que não vai se pronunciar sobre a operação, que corre em sigilo judicial.

OUTRO LADO- Em nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Mucajaí informou que todos os processos objetos da busca são de responsabilidade da gestão anterior. “Os servidores municipais efetivos que tiveram mandados de busca e apreensão em suas casas são servidores que tiveram relação com os processos da antiga gestão”, afirmou.

“A ação da Polícia Federal nesta manhã em Mucajaí não tem absolutamente nenhuma relação com a atual gestão.  A prefeita Nega (PR) atendeu a equipe policial, colocando-se a inteira disposição da autoridade policial para o fiel cumprimento da determinação judicial”, complementou.

A Prefeitura informou ainda que está dando publicidade a este fato no intuito de esclarecer a verdade dos fatos, porque existem pessoas que não tem a verdade como princípio de vida, que tentam distorcer as informações com objetivo de imputar a atual a gestão da prefeita Nega às notícias da operação policial agora, em Mucajaí.

 

 

Damiao disse: Em 01/12/2017 às 13:01:15

"Nunca e o que ta no poder atualmente e sim a gestão anterior. Bando de bandidos e com isso o povo sofrendo."