NAS REDES SOCIAIS
PM é levado a corregedoria após cobrar salários atrasados
O Policial Militar foi levado para prestar depoimento sobre conduta
Por Folha Web
Em 11/01/2018 às 14:00
O comandante da Polícia Militar Edison Prola, informou que o policial foi levado até a corregedoria (Foto: Divulgação)

Um policial militar publicou nas redes sociais, uma reclamação sobre salários atrasados na manhã dessa quinta-feira (11). Após a divulgação, o PM foi levado para prestar depoimento sobre a conduta na Corregedoria da Polícia Militar e em seguida liberado.

No áudio, o PM relata se sentir desestabilizado emocionalmente para trabalhar, por que em casa não tinha como alimentar o filho

"Ao sair de casa, passei por uma coisa que nunca tinha passado, frente a crise financeira que o estado passa, que foi ver meu filho em casa, sem nada para tomar café, entrei de serviço em meio a uma desestabilidade emocional, não sei ainda o que será feito para o almoço, pois não tenho mais o que fazer para ter o sustento da minha casa" disse.

Ainda no áudio, o policial reclama que tem contas para pagar e que irá parar as atividades. "Hoje não tenho como garantir a segurança da população, espero que os outros não façam o mesmo, por que tenho medo da violência que hoje acontece no nosso estado, e se a Polícia Militar parar, a cidade também para. Mas hoje não estou apto pra tirar o serviço" disse.

O comandante da Polícia Militar Edison Prola, informou que o policial foi levado até a corregedoria. "Como ele fez um audio nos grupos policiais incitando a tropa para uma possível paralisação, ele foi levado apenas para prestar depoimento já que isso é contra o regulamento, e em seguida foi liberado. O militar é regido por um estatuto disciplinar e por isso foi colhido o depoimento dele, agora vamos apurar se houve algo fora do estatuto" disse.

 

Rildo Lopes disse: Em 11/01/2018 às 23:25:52

"Será se o alto escalão está sem receber ?"

Bety disse: Em 11/01/2018 às 22:05:06

"Um absurdo isso, q democracia é essa? Quer dizer que o pm não pode ter opinião, ele sabe o que estar passando. Será que voltamos aos velhos tempos dos coronéis que mandava na cidade. Absurdo dos absurdos "

Castro disse: Em 11/01/2018 às 21:18:02

"Se tem alguém qui tem que ser punido é essa funcionária do povo governadora Suely rainha dos status pague o que deve é deixe de marmota povo vamos votar 100% nulo nas eleições de2018 "

agrinaldo clarindo carvalho disse: Em 11/01/2018 às 19:31:30

"Desabafo por ver o filho com fome não é incitação a motim, principalmente em se tratando de não recebimento de salário de um Estado que recebe milhões todos os meses e fica aí dizendo que não tem dinheiro para pagar os funcionários"

Cardoso disse: Em 11/01/2018 às 16:59:34

"Imagina se fosse soldado da PM do rio grande do norte. Politicagem de merda ou falta de controle das suas finanças"

caio disse: Em 11/01/2018 às 15:05:37

"Politicagem! essa é forte dentro da PM."

rota_RR disse: Em 11/01/2018 às 15:05:33

"quem punir esse garoto futuramente responderá criminalmente, pois agiu de em interesse de sua família e abalado psicologicamente, sem estrutura de responder por seus atos. outro ponto que isso não motivou nenhuma dano ao estado de Roraima e não fez nenhum motin, sua conduta foi correta dentro da legalidade. quem aceitaria ver o filho sem o café da manha e almoço."

Francisca Sonia Freitas Da Silva Silva disse: Em 11/01/2018 às 15:03:00

"Podemos suportar muitas coisas mas a fome não..Que Deus abençoe esse rapaz q teve coragem de gritar pedi socorro, mesmo com toda hierarquia..."