CIRURGIAS ELETIVAS
Pacientes serão incluídos em fila única por determinação do Ministério da Saúde
Com a fila única, paciente poderá consultar quantas pessoas estão na sua frente por meio do portal da Sesau
Por Folha Web
Em 19/06/2017 às 01:23
Secretário de Saúde, César Penna: “Paciente pode marcar sua cirurgia no local onde ela foi solicitada”(Foto: Diane Sampaio)

A partir do mês que vem os pacientes que aguardam pela realização de cirurgias eletivas no Sistema Único de Saúde (SUS) de Roraima serão incluídos em uma fila única. Anteriormente, os pacientes eram encaixados em filas por médicos, o que em alguns casos acabava gerando um longo tempo de espera. Além disso, o novo sistema, implantado pelo Ministério da Saúde, oferece mais clareza quanto à quantidade de pessoas na frente do paciente, possibilitando consulta no portal da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) na internet.

Em entrevista ao Programa Agenda da Semana, na Rádio Folha AM 1020, o secretário estadual de Saúde, César Penna, informou que o Ministério da Saúde identificou o problema crônico da falta de fila única em todos os estados. Ele explicou que antes, cada médico tinha a sua fila, a qual a Secretaria não tinha acesso e nem os órgãos de controle e muito menos os pacientes.

“Para exemplificar a situação, no Hospital Geral de Roraima [HGR] cada paciente que estava com cirurgia marcada estava na fila de um médico, por exemplo, cirurgias de vesícula, cada cirurgião geral tinha sua fila, assim como outras especialidades e para ter acesso a sua posição na fila, o paciente precisava se deslocar até o HGR. Para sanar este problema, o Ministério baixou uma portaria que destinou recursos para a instalação de fila única”, disse.

Penna informou ainda, que a partir de agora o paciente poderá marcar a cirurgia no local onde ela foi solicitada. “Teremos três Centros, o Hospital Coronel Mota, o HGR e o Centro de Referência de Saúde da Mulher. Antes o paciente tinha que solicitar a cirurgia no HGR e fazer todo o acompanhamento lá. Agora ele poderá verificar tudo no portal da Sesau na internet”, esclareceu.

O titular da Sesau destacou que a maior vantagem é a transparência. “Esse novo sistema vai acabar com isso de colocar paciente na frente do outro e se for colocado, será necessário informar e comprovar com laudo médico a necessidade de ter precisado do avanço na fila”, disse o secretário.

CIRURGIAS ELETIVAS - As cirurgias eletivas são procedimentos realizados por meio de marcação, ou seja, sem caráter de urgência e emergência, para todas as especialidades. A demanda é elevada: a Sesau vem realizando um número maior de atendimentos de cirurgias programadas. Levando em consideração somente os procedimentos realizados no HGR (Hospital Geral de Roraima), o número saiu de cerca de 4 mil cirurgias em 2015 para 5.800 em 2016.

Somando todos os procedimentos de emergência e todas as cirurgias eletivas realizadas no Estado, esse número superou a marca de 15 mil. Além disso, a gestão tem implantados serviços e feito convênios para atender mais rapidamente as pessoas na fila para TFD (Tratamento Fora de Domicílio).

Comentários
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!