INVESTIGAÇÃO
Passaporte do suspeito de atropelar estudante de geologia está apreendido
Segundo a DAT, as imagens da câmera de vigilância que flagrou o momento exato do acidente estão sendo analisadas pelo Instituto de Criminalística
Por Folha Web
Em 15/07/2017 às 13:25
Faixas, cartazes e a moto conduzida pelo estudante foram colocadas em sinal de protesto contra a violência no trânsito (Foto: Diane Sampaio)

A Delegacia de Acidentes de Trânsito (DAT) instaurou de inquéritos para investigar as mortes do estudante de geologia Álvaro dos Santos Silva, de 19 anos, ocorrida na última sexta-feira, 07, na avenida Ville Roy, Caçari, zona leste, e da idosa Carolina Apocino Gato, 63, que ocorreu no domingo, 09, no bairro Raiar do Sol, zona Oeste da Capital.

Segundo informações obtidas pela FolhaWeb, os inquéritos sobre os acidentes estão bem adiantados e que em ambos os casos há constatações evidentes de que os condutores dos veículos estariam sob efeito de bebida alcoólica e supostamente em alta velocidade.

No caso de Álvaro, as imagens do vídeo que mostra o momento exato do acidente que tirou a vida do estudante já estão sendo analisadas pelo Instituto de Criminalísticas da Polícia Civil e que o passaporte do suspeito está apreendido até que as investigações sejam concluídas. 

Sobre a idosa, o delegado responsável pela DAT, Juraci Ribeiro, já teria finalizado a fase de interrogatórios com as principais testemunhas e do suspeito de ser o autor do atropelamento. Laudos periciais e cadavéricos também foram solicitados pela DAT e mais pessoas deverão ser chamadas para depor na próxima semana. 

Com informações da repórter Tarsira Rodrigues.

Henrique Sérgio Nobre disse: Em 16/07/2017 às 19:15:30

"Falta só colocar os condutores na cadeia, aí sim, passaremos a acreditar mais nas leis brasileiras. acidentes como esses fossem cometidos num país mais sério, eles estariam atrás das grades agora."

Juvenal Soares disse: Em 16/07/2017 às 11:32:39

"Para quem não sabe, revelarei o nome do motorista envolvido no acidente da Ville Roy; ANÔNIMO."

Fabricio Maia disse: Em 15/07/2017 às 18:09:23

"Suspeito? O cara já confessou e é tratado como suspeito. "