CRIME ORGANIZADO
Polícia Civil identifica suspeitos de matar Agente Penitenciário
Um dos suspeitos foi preso e os outros estão sendo procurados pela polícia
Por Folha Web
Em 21/04/2017 às 12:21
A polícia divulgou as fotos dos suspeitos do crime

A Polícia Civil de Roraima identificou todos os envolvidos na morte do agente penitenciário Alvino Mesquita. POr enquanto, apenas o dono do veículo utilizado no crime foi preso e os demais envolvidos ainda estão sendo perseguidos pelos policiais.

Segundo a Polícia Civil, após a morte do agente público, nesta quinta-feira (20) o efetivo da PCRR, incluindo o Grupo de Resposta Imediata - GRI da Polícia CIvil é quem está realizando as investigações para prender os suspeitos. A operação vem sendo coordenada pelo delegado do 4° DP, Fernando Olegário.

A Polícia Civil já prendeu Thelys Emanuel Dino da Silva, proprietário do veículo usado pelos demais criminosos para assassinar Alvino.

Thelys teria emprestado o seu carro para os suspeitos e segundo a polícia tinha conhecimento que o veículo seria usado para matar um policial.

Os outros integrantes do grupo criminoso foram identificados como sendo: Kennderson dos Santos Rodrigues, Alan Batista Barbosa Rodrigues, e Davi Pereira Andrade, que já tem passagem pela Polícia por trafico de drogas. Todos pertencem a uma das organizações criminosas que atuam na capital.

As impressões digitais de Davi foram encontradas no local do crime pela perícia criminal. 

Qualquer denúncia a respeito do paradeiro dos criminosos pode ser feita diretamente para a Polícia Civil através do 197 ou pelo 0800 95 1000.

"Toda a PCRR está em diligência ininterrupta para localizar o bando, que conta ainda com um menor, também já identificado" explicou o delegado. (Fonte: Ascom PCRR)

Agente Maicon disse: Em 21/04/2017 às 20:03:55

"Desgraçados. Matem esses caras na cadeia."

Rildo Lopes disse: Em 21/04/2017 às 14:55:01

"que a policia possa encontra-los....sem precisar encaminha-los para PA. "

claudio francisco dos santos disse: Em 21/04/2017 às 14:34:15

"Infelizmente escolha errada ato errado e famílias e pessoas destruídas, o crime não compensa, tudo que o crime oferece é uma falsa impressão de aparência que parece tudo fácil, mas o preço a ser pago é muito alto, então pegunto, quanto vale a vida de uma pessoa? não há valor a ser mensurado, vidas não tem preço nesse mundo, já foram compradas há muito tempo atras por um homem nobre de sangue nobre, mas os filhos dos homens se embruteceram no caminho do príncipe das trevas e esqueceram de seus valores, DEUS é o caminho e a resposta."

Lima disse: Em 21/04/2017 às 14:20:45

"Finados! Como não existe crime perfeito esses se lascaram, devem ter cheirado merda ao invés de pó. Os q escaparem vão ser bem tratados pelo sistema. "