ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Polícia prende acusado de abusar sexualmente de crianças no Cantá
Segundo o Dopes, o responsável pelo crime era companheiro da avó de uma das vítimas e tinha comportamento agressivo
Por Minervaldo Lopes
Em 17/02/2017 às 13:39
Pelo menos duas meninas foram vítimas de pescador de 52 anos (Foto: Antônio Carlos)

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Operações Especiais (Dopes), prendeu na manhã desta sexta-feira, 17, um pescador acusado de abusar sexualmente de duas crianças no Cantá, município localizado na região Leste do Estado. A ação contou ainda com o apoio de homens do Grupo de Resposta Tática (GRT).

A imprensa, a titular do Dopes, Eliane Gonçalves, informou que os abusos sexuais as vítimas teriam iniciados há quatro anos, quando as vítimas tinham apenas 06 anos de idade. O acusado, Francisco Prestes Garcia, conhecido como "Chico Rocha", 52 anos, era companheiro da avó de uma das vítimas.

"Esse senhor mantinha um relacionamento com a avó de uma das vítimas e por muitos moradores do município era descrito como um homem muito violento, metido a valentão. Ele inclusive já tinha passagem pela polícia por violência doméstica", contou.

Conforme a delegada, os abusos só vieram a tona após desconfianças de uma tia da menina, neta da companheira do pescador. "Na delegacia, a menina confessou que se calou porque ele a ameaçava matar a ela, a avó e os demais membros da família. Houve até uma situação onde a avó o flagrou esganando a criança, e quando questionado, teria dito que só estava limpando-a, chamando a vítima de porca", comentou.

Ainda segundo Eliane, em depoimento na delegacia, a avó da menor disse que até então nunca havia desconfiado dos abusos, mas que por algumas ocasiões estranhou o comportamento companheiro.

"Quando ela completou 07 anos, precisou ir para a escola e como o pai mora na capital, a menor passou a estudar por lá. Como a avó foi responsável por criá-la desde o nascimento, ela passava os fins de semana no Cantá e o acusado sempre demonstrava muito entusiasmo sempre que se aproximava da data que a menina viria para a casa da avó", detalhou.

As investigações do Dopes apontaram que outra menina com a mesma idade da vítima também foi abusada sexualmente pelo pescado. "A denúncia foi feita na segunda-feira, 13, e de imediato fizemos os exames na menina no IML e todos deram positivos para o crime de estupro. A partir disso, solicitei da Justiça o mandado de prisão do pescador. Ele confessou que molestou somente dessas duas crianças, mas pode haver outras vítimas", pontuou.

Após os procedimentos de praxe, Francisco Prestes Garcia foi encaminhado para a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc). 

AMS disse: Em 17/02/2017 às 17:14:00

"Quando vão falar que homem só chega perto de mulher com filhos por causa das crianças?!"

Maria Elisabete Lira do Amaral disse: Em 17/02/2017 às 16:44:59

"O caminho correto dele é a cadeia. Essa avó merecia responder também civilmente, pois não há justificativa para não se perceber quando uma criança está passando por momentos cruciais. Eu, por exemplo, dou aula no ensino médio e rápido percebo quando um jovem apresenta outro tipo de comportamento.Imagine quando se convive vinte e quatro horas e são crianças. Essa avó é tão culpada quanto o safado do estuprador. Cadeia neles!"