REINCIDENTE
Policiais de Rorainópolis prendem ladrão de relógios
Gostei (0) Não gostei (0)
Por João Barros
Em 15/05/2018 às 01:00
Todo o material furtado foi recuperado pela Polícia e devolvido ao verdadeiro proprietário (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O jovem N.S. de S., de 18 anos, foi preso depois de supostamente furtar relógios avaliados em quase R$ 6 mil. Ele já é reincidente na prática de furtos e somente este ano há cinco registros na Delegacia de Rorainópolis em que figura como autor dos crimes. A guarnição já fazia as buscas ao indivíduo quando foi informada que ele estava sob custódia da Polícia Militar, por ter praticado outro crime da mesma natureza. Ele foi preso no domingo, dia 13.

Para cometer o crime, ele entrou em um prédio que fica na sede do município na madrugada do dia 9 deste mês. Segundo a equipe que investiga o caso, N.S. de S. entrou pelo telhado da loja e furtou 13 relógios, avaliados em aproximadamente R$ 5.900,00, e que já teria vendido alguns.

As diligências começaram logo que o Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado. Com base em informações, os policiais chegaram até J.O. de S., conhecido como “Chupeta”, o qual estaria guardando em sua casa alguns dos relógios furtados por N.S. de S.

“Chupeta” assumiu que o suspeito deixou os relógios com ele e cooperou com os agentes devolvendo o material furtado na delegacia. Enquanto os policiais seguiam na busca por N.S. de S., foram informados que uma guarnição da Polícia Militar de Rorainópolis estava conduzindo o rapaz até a Unidade Policial, por ter acabado de cometer outro furto.

Chegando ao DP, os agentes interrogaram o suspeito sobre as denúncias e ele assumiu ter furtado os relógios e indicou as pessoas que compraram sete dos 13 relógios furtados. Quem comprou o material furtado foi localizado e apresentado à autoridade policial para prestar esclarecimento, sendo obrigado a devolver o produto do crime.

“Constam nos registros da Polícia Civil de Rorainópolis outros quatro boletins de ocorrência, só em 2018, envolvendo o mesmo indivíduo como autor de furtos, ele permaneceu detido pelo crime do furto dos relógios, bem como pelo delito praticado no domingo, que resultou na detenção realizada pela Polícia Militar”, destacou a Polícia Civil.

O delegado de Rorainópolis, Cid Guimarães, destacou que todos os receptadores foram ouvidos e liberados e o autor do furto também deixou as dependências da Unidade Policial nas mesmas condições em que foi apresentado pela PM, considerando que o crime aconteceu no dia 9 e por isso não cabia, nesse sentido, a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante (APF). (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!