MUNICÍPIO DE CANTÁ
Ponte de madeira ameaça desabar em vicinal do Cantá
Por Minervaldo Lopes
Em 24/11/2017 às 01:18
Moradores da Vicinal Areia Branca temem ficar isolados se ponte cair (Foto: Divulgação)

Moradores da vicinal Areia Branca, no Município de Cantá, região centro-leste do Estado, reclamaram das péssimas condições da ponte de madeira que dá acesso à localidade, conhecida por ser grande produtora de frutas e hortaliças. O agricultor Moisés Lima, 55 anos, disse que há dois meses a ponte não passa por nenhum tipo de manutenção. 

O temor do isolamento é constante, uma vez que as vigas que sustentam a estrutura estão sendo corroídas por cupins. “São mais de 100 moradores que residem aqui, na vicinal. Infelizmente, a prefeitura ainda não fez nada para mudar essa situação. As crianças já não estão podendo nem ir mais para a escola, porque a ponte pode cair a qualquer momento”, disse Lima.

Em uma reunião com a comunidade, a prefeitura havia se comprometido a dar uma solução para o problema e os moradores, inclusive se prontificaram a ajudar os trabalhos. “Sugerimos ao prefeito que os próprios moradores iriam ajudar nessa reforma, ou seja, que fossem encaminhados somente o combustível e os equipamentos. Só que até hoje a Prefeitura nunca deu um retorno sobre quando ou se vai fazer alguma coisa”, disse o agricultor.

Segundo ele, é necessário que a Prefeitura tome uma providência urgente, uma vez que o problema pode prejudicar a vida de muitos pais de famílias que têm na agricultura familiar a única fonte de renda para sobreviver. “Se essa ponte cair, muitos pais serão penalizados com isso”, reclamou.

PREFEITURA – A Prefeitura de Cantá informou que enviará uma equipe da Secretaria Municipal de Obras para verificar a situação da ponte da vicinal Areia Branca, ressaltando que está realizando um levantamento sobre a situação das pontes de madeira existentes no município. Frisou que irá buscar parcerias para a revitalização das pontes. (M.L)

RIPA NA XULIPA disse: Em 24/11/2017 às 10:32:56

"Na minha opinião.... A pessoa que autoriza a construção de uma PONTE DE MADEIRA em um município/ Estado, está automaticamente carimbando um atestado de incompetência, deixa brecha pra pensarem que quer ficar reformando a ponte para efetuar os desvios. é o que penso"