SÁBADO DE ALELUIA
População escolhe políticos como Judas
Um dos bonecos representava Geddel Vieira, preso pela PF
Por Folha Web
Em 31/03/2018 às 17:00
Povo se diz exaurido da obrigação de investir em exorbitantes impostos e jamais ser beneficiado de forma justa (Foto: Divulgação)

Frente à politicagem atual que há anos corrói o Brasil, fragilizando a nação pela falta de desenvolvimento, igualdade, educação, segurança, moradia, saúde, emprego, entre outras necessidades básicas desmotivadas pela corrupção, a população tem expressado sua indignação das formas mais criativas.

Hoje, Sábado de Aleluia e data importante no calendário católico por também caracterizar a tradicional Malhação de Judas Iscariotes, ou Queima de Judas, discípulo que teria traído Jesus Cristo, o entregando para ser crucifixado, muitas pessoas tem ousado na confecção de bonecos para representar sua morte.

Foi o que fizeram moradores do bairro Raiar do Sol, na zona Oeste de Boa Vista-RR. Eles figuraram dois personagens públicos, sendo o senador Romero Jucá (MDB-RR) e a governadora Suely Campos (PP-RR), como ‘Judas’ e penduram em um viaduto na BR-174, sentido Sul de Roraima.

Além das roupas esteriotipando os políticos, eles fizeram máscaras e puseram placas de papel com mensagens específicas.

Outra Malhação do Judas pôde ser encontrada no bairro Aparecida, em que o boneco com duas malas de dinheiro, representando o ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso pela Polícia Federal (PF) com R$ 51 milhões em seu apartamento na Bahia, situação que corre em sigilo e se arrasta pela justiça brasileira.

A família Coutinho, há quase meio século, sempre surpreende o boa-vistense com sua tradição do boneco de Judas. Um poste entre as avenidas Capitão Júlio Bezerra e Santos Dumont é o ponto escolhido pela família para “malhar” Judas ,conciliando sempre uma crítica a um tema ligado a política brasileira.

Este ano, um fato inusitado surpreendeu a família. Uma mulher desceu de uma Hillux e roubou as malas do boneco do Geddel Vieira com o dinheiro falso.

Semana Santa - O período é de jejum limitado para os católicos, sendo o Sábado de Aleluia o primeiro dia depois da crucificação e morte de Jesus Cristo e o dia anterior ao Domingo de Páscoa, que celebra Sua ressurreição, três dias depois de Sua crucificação no Calvário, conforme relata o Novo Testamento.

Neste sábado, a Igreja realiza a Vigília Pascal, ocasião em que os fiéis cristãos se reúnem em constantes orações durante toda a madrugada que antecede a Páscoa. Então, o Círio Pascal será aceso, uma grande vela que simboliza a Luz de Cristo, que ilumina o mundo.

Na vela, estão gravadas as letras gregas Alfa e Ômega, que dizer: "Deus é o princípio e o fim de tudo”.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!