ESTRANGEIROS NAS RUAS
Prefeitura começa apreender produtos e a coibir venezuelanos nos semáforos
Servidores municipais vão realizar abordagens diárias nas sinaleiras da Capital para evitar a permanência de estrangeiros
Por Folha Web
Em 09/11/2017 às 01:25
Venezuelanos que comercializam produtos e realizam serviços estão sendo abordados (Foto: Hione Nunes)

A Guarda Civil Municipal (GCM) realizou, na manhã de ontem, 8, uma abordagem a aproximadamente 40 venezuelanos que comercializavam produtos e limpavam para-brisas de carro no sinal de trânsito localizado na Avenida Venezuela, no bairro Mecejana. A Prefeitura de Boa Vista (PMBV) informou que a abordagem foi feita conforme legislação vigente, que proíbe esse tipo de prática por pessoas não autorizadas em ruas e avenidas da cidade. 

Os venezuelanos disseram à Folha que vão resistir à ordem e continuar realizando seus trabalhos no semáforo. A ação gerou polêmica, pois na abordagem as pessoas foram colocadas em filas diante de um muro nas proximidades e revistadas pelos guardas. Não há registros de presos ou conduzidos a nenhuma delegacia. Os produtos que estavam sendo comercializados foram apreendidos.

O jovem Jordan Quintel, 23 anos, natural de Caracas e que está no Brasil há seis meses, questionou a abordagem dos guardas na hora da ação. “Este é o único meio de sobrevivência que encontrei no Brasil até agora. Não vou morar na rua, tenho que pagar meu aluguel e me alimentar. Esta água mineral que vendo foi comprada honestamente, isso não é certo”, questionou o venezuelano.

A jovem Eduarda Rodolfo 20 anos, também natural de Caracas e no Brasil há dois meses, disse que os guardas realizaram a abordagem e depois anotaram os nomes das mulheres informando que a Prefeitura iria “dar uma ajuda social para elas”. Ela retrucou dizendo que todos querem trabalho, e não ajuda gratuita de políticos.

PREFEITURA - A Prefeitura de Boa Vista informou que a Guarda Municipal, a Secretaria Municipal de Gestão Social e os fiscais da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Emhur) realizam diariamente abordagens a pessoas que não estão autorizadas, conforme o Código de Postura do Município, a fazerem comércio e serviços em ruas e avenidas da cidade, além de estarem causando insegurança no trânsito.

As ações têm como base o pedido da própria população, que tem cobrado atos de retirada dos venezuelanos dos semáforos e espaços públicos, onde muitos estão constrangendo as pessoas a receberem os serviços e produtos, além de manterem crianças nas calçadas pondo em risco à vida delas.

Frisou ainda, que tem se esforçado, desde o primeiro momento, para auxiliar as famílias venezuelanas que procuram ajuda em Boa Vista com ações em diversas áreas, como Educação e Saúde. “O município aguarda um posicionamento do Governo Federal, com o ordenamento da fronteira, abrigos e a interiorização dos migrantes venezuelanos. No momento, eles têm à disposição o Centro de Referência ao Imigrante, administrado pelo Governo do Estado, localizado no bairro Pintolândia”, destacou. (E.S)

Lígia disse: Em 09/11/2017 às 13:54:23

"Com suas mercadorias apreendidas o que eles vão fazer para sustentar-se? É claro que essa medida deve ser tomada, mas antes de tudo outras e ainda na fronteira. O que podemos esperar então é o aumento da criminalidade. "

Estrela disse: Em 09/11/2017 às 17:04:35

"Aqui não é o paraíso, que voltem pra Venezuela!"

Estrela disse: Em 09/11/2017 às 17:04:55

"Aqui não é o paraíso, que voltem pra Venezuela!"

Luciana Da Silva disse: Em 09/11/2017 às 09:45:40

"Se o governo e a prefeitura faz tomam providências o povo reclama, se o governo e a prefeitura não faz nada o povo reclama, eita gente que não contribui com nada e fica só reclamando. E aos povo da Venezuela, porque não fazem reclamações e exigências ao Nicola Maduro ?? Pois foi ele quem colocou vocês nessa miséria porque foi vocês da Venezuela que colocaram ele no poder."

RIPA NA XULIPA disse: Em 09/11/2017 às 08:43:55

"as pessoas tem mente pequena, A ABORDAGEM É UMA COISA ROTINEIRA! NINGUÉM TEM O NOME BANDIDO OU MOCINHO ESCRITO NA TESTA, já fui abordado, fui pra parede, fizeram a revista, no final me liberaram, PARABÉNS AOS HERÓIS , FIZERAM SEU TRABALHO, assim como existem pessoas trabalhando nos sinais podem ter bandidos armados com facas ou portando drogas."

dilmario mesquita da silva disse: Em 09/11/2017 às 07:38:20

"vai os brasileiros la pra venezuela fazer o que eles estao fazendo aqui pra ver o que a policia de la faria com os brasileiros. sou a favor da ajuda humanitaria, entao o governo mande todos de volta e mande entregar alimentos e roupas la no Pais deles ai sim estaria certo; atraves da cruz vermelha ou outro orgao que tenha capacidade pra isso."

Estrela disse: Em 09/11/2017 às 17:02:08

"Pois é assim que eu penso!"