PONTES QUEBRADAS
Produtores de Iracema temem ficar sem acesso para transporte de mercadorias
Gostei (0) Não gostei (0)
Além disso, os caminhos alternativos, através de trilhas, estão ficando alagados com o período de chuva
Por Pedro Barbosa
Em 02/05/2018 às 10:01
Pontes quebradas prejudicam o trânsito dos moradores da região (Foto: Divulgação)

As mais de 100 famílias, formadas por produtores que moram na Vila Novos Campos, no município de Iracema, temem ficar ilhadas devido a destruição das duas pontes que dão acesso da vila à vicinal 6. Além disso, os caminhos alternativos, através de trilhas, estão ficando alagados com o período de chuva.

A denunciante que procurou a FolhaWeb não quis se identificar. Ela tem parentes em Campos Novos e contou para a reportagem a situação que os moradores vêm passando, uma vez que o local também sofre com a falta de sinal telefônico. Ela contou que um dos moradores que tem sofrido com o problema é produtor de bananas na região, Ernandes Campos de Holanda.

Segundo ela, as pontes que dão acesso à vicinal sempre estiveram em condições precárias. Por isso, uma delas acabou se desgastando, fazendo com o tráfego de veículos ficasse impraticável. “Como muitos caminhões passam por lá, levando produções de bananas e extrações de madeira para outros municípios, a ponte acabou se desgastando e hoje nem tem como utilizar”, contou.

A outra ponte da região que dá acesso à vicinal pelo município de Mucajaí, que fica próxima da Vila Samaúma, foi queimada em março deste ano. Sem as pontes, além de os produtores rurais não conseguirem realizar o transporte de suas mercadorias, as crianças que moram em vicinais estão sendo prejudicadas por não conseguir chegar às duas escolas.

“Na última vez que falei meus parentes de lá, há quatro dias, me contaram que não está havendo aula em dias de chuva, pois as crianças que estão indo a pé para as escolas ficam sem condições de ultrapassarem o lamaçal que se forma por debaixo das pontes”, relatou.

GOVERNO - A Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinf) informou que a realização de serviços de restauração e manutenção de estradas secundárias e de pontes nelas localizadas é de responsabilidade dos municípios.

Apesar disso, a Seinf alegou que está auxiliando as prefeituras de várias localidades do interior com a realização de serviços.

“No caso de Iracema, o Estado contratou, com recursos de emenda parlamentar, uma empresa para realização de trabalhos de recuperação de vicinais do município. O contrato foi concluído, mas a deputada já se manifestou favorável à renovação. Com a continuidade dos serviços, outras vias serão contempladas.”, afirmou.

No que se refere às pontes, foi afirmado que há um projeto já elaborado para restauração das estruturas, mas não há verba disponível, desse modo, sendo necessário alocar recursos para realização dos serviços.

PREFEITURA - De acordo com o assessor de imprensa da prefeitura de Iracema, Waldemir Aguiar, o município está em negociação sobre um projeto de convênio com o Governo Federal para que recursos possam ser enviados e, assim, realizar os reparos das pontes e vicinais da região.

Segundo ele, a negociação está sendo feita devido a falta de dinheiro nos repasses de arrecadação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do governo do estado, o que estaria fazendo a prefeitura estar em uma situação na qual enfrenta dificuldade até mesmo no pagamento de servidores.

“Se o governo estadual quisesse contribuir com os municípios, o problema das pontes já estaria resolvido, Mas ele não cumpre o que promete. Por isso estamos negociando com o Governo Federal, sem qualquer envolvimento do estado”, mencionou.

Manuel disse: Em 02/05/2018 às 13:54:43

"Peguem uma moto serra uma hora de trabalho tem as tábuas para remendar e para de ficar chorando... deixem a turma roubar tranquilo... deste jeito não vão afundar o pais no tempo que querem nunca."