COLETA ALEATÓRIA
Produtos natalinos passam por fiscalização do Ipem
Por Ana Gabriela Gomes
Em 20/12/2017 às 01:41
Consumidores devem estar atentos e verificar os produtos pré-medidos antes de efetuar a compra (Foto: Hione Nunes)

Cerca de 100 produtos foram fiscalizados pelo Instituto de Pesos e Medidas de Roraima (Ipem-RR) na última semana. Com a chegada do período natalino, o órgão intensificou a fiscalização nos alimentos pré-medidos mais consumidos: vinho, panetone, frutas cristalizadas e carnes, como pernil, chester e peru. Mesmo sem nenhuma irregularidade encontrada, os consumidores devem estar atentos e verificar os produtos antes de efetuar a compra.

As fiscalizações podem ocorrer no comércio e no laboratório do Ipem. Normalmente, a primeira fiscalização é feita no próprio estabelecimento, com a pré-avaliação do peso líquido. Caso haja reprovação, o órgão fará uma coleta para exame final em laboratório. Para os alimentos natalinos, foi realizada uma coleta aleatória, em que as mercadorias são automaticamente enviadas ao exame final.

O chefe da Divisão de Qualidade do Ipem, Ronnie Lima, destacou que o comerciante deve pesar os produtos para informar o peso líquido antes de disponibilizar aos clientes. “Esses produtos devem ser pesados descontando o peso da embalagem. O cliente precisa saber a quantidade que está comprando”, disse. Ao encontrar produtos com peso líquido não correspondente ao que consta na etiqueta, o Ipem realiza a autuação.

No próprio comércio, o Ipem gera um laudo e envia a mercadoria ao laboratório. Se a irregularidade é confirmada após o exame final, o órgão gera um laudo de infração e encaminha ao setor jurídico, responsável por enviar a notificação ao dono do estabelecimento. Depois de notificado, o responsável tem cerca de dez dias úteis para apresentar a defesa.

A população deve ficar atenta às indicações do Ipem, principalmente em relação aos produtos da ceia de Natal, que já são pré-medidos. Lima reforçou que o consumidor tem o direito de fazer o próprio ensaio no estabelecimento para verificar a pesagem. Caso o valor não seja correspondente, o consumidor pode entrar em contato com o Ipem para esclarecimentos ou relatar suspeitas.

OUVIDORIA – No caso de suspeitas ou dúvidas, a população pode entrar em contato com a Ouvidoria do Ipem, pelo número 0800 280 9590, para que o órgão realize a fiscalização. (A.G.G)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!