EM COLETIVA
Professores pedem concurso público e melhorias na educação indígena
Gostei (0) Não gostei (0)
Outras reivindicações são de melhorias no transporte público e merenda escolar
Por Folha Web
Em 18/05/2018 às 18:00
A coletiva ocorreu nesta sexta-feira, (18) na sede da Organização dos Professores Indígenas de Roraima (OPIRR) (Foto: Diane Sampaio)

O Movimento Indígena de Roraima convocou a imprensa para reforçar reivindicações sobre a situação da educação escolar indígena. A coletiva ocorreu nesta sexta-feira, (18) na sede da Organização dos Professores Indígenas de Roraima (OPIRR).

Entre as reivindicações, está o concurso público para professores Indígenas. “Depois de todas as etapas concluídas pela Comissão de Acompanhamento da Educação Escolar Indígena, levantamento de dados, demandas das escolas indígenas, entre outros, não houve efetivamente nenhum encaminhamento” explicou Edite da Silva Andrade, Coordenadora Estadual dos Professores Indígenas OPIRR.

Uma comissão se reuniu com o Chefe da Casa Civil, Frederico Linhares, nesta quarta-feira, 16, e como resposta, disse que na segunda feira, 21, a Secretaria Estadual de Educação irá providenciar os convites às instituições interessadas a participar do certame.  

Outro grave problema enfrentado pelas comunidades indígenas é quanto o transporte escolar. Segundo Edite, as empresas prestadoras do serviço não têm atendido as escolas, causando assim um grande transtorno aos alunos.

“A precariedade atinge também os materiais didáticos e permanentes das escolas indígenas, onde os alunos tem que dividir materiais, pois não tem o suficiente para cada aluno. Além disso, a própria merenda escolar que não chega às escolas em quantidade suficiente e até, sem qualidade nutricional e acaba prejudicando no rendimento escolar dos alunos” reforçou.

OUTRO LADO: Em nota, a Secretaria de Educação e Desporto) informou que o Governo do Estado está em diálogo com professores ligados à OPIR (Organização dos Professores Indígenas de Roraima).

Ontem, 18, os titulares da Seed e Casa Civil receberam a categoria em uma reunião para expor as demandas e buscar soluções.Com relação ao concurso público, uma das reivindicações da categoria, a Seed esclareceu que já em fase de elaboração de edital e negociação da instituição responsável para realizar do certame. Esclarece ainda que a revitalização de escolas nas comunidades indígenas estão em andamento, entre elas, a Escola Estadual Alcides Miguel, na Comunidade Indígena do Taboca, município do Cantá e a Escola Estadual Índio Macuxi, na comunidade do Napoleão, município de Normandia.

Quanto à merenda escolar, informou que todas as escolas estão abastecidas com os gêneros da alimentação escolar. Porém explicou que alguns itens que compõem o cardápio estão em fase de aquisição, mas que isso não compromete a qualidade da merenda servida nas escolas e a entrega está sendo feita dentro do prazo, considerando que há região cujo acesso se dá via aérea.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!