‘ADOTE UM ALUNO DE MÚSICA’
Projeto Voluntário pede ajuda para manter estudantes
Sistema Integrado de Música da Amazônia (Simam) oferece aulas de música para crianças carentes dos conjuntos habitacionais Vila Jardim e Pérola
Por Raisa Carvalho
Em 21/02/2018 às 00:02
O Simam foi criado em março de 2017 (Fotos: Divulgação)

Buscando oferecer novas oportunidades para os talentos musicais da nossa região, o Sistema Integrado de Música da Amazônia (Simam), lançou uma campanha intitulada ‘Adote um aluno de música’, em que pede auxílio de voluntários e patrocinadores para que as crianças continuem tendo aulas gratuitas. 

A instituição criada por oito voluntários oferece aulas de música para crianças carentes dos conjuntos habitacionais Vila Jardim e Pérola. O projeto é gratuito, e tem como objetivo, através da música, a inclusão social de crianças e adolescentes.

De acordo com um dos fundadores do programa, Fernando Souza, vice-presidente do Simam, a proposta é criar mais um núcleo no centro da cidade. Músico há mais de dezesseis anos, ele é responsável por dar aulas de teoria musical e contrabaixo no projeto.

“É muito difícil manter um projeto desses à ativa, ainda mais com a chegada de novos imigrantes no estado todos os dias. Estamos sempre realizando campanhas beneficentes, incluindo feijoadas e rifas para arrecadar fundos para custear os instrumentos para os alunos”, disse.

Ele ressalta que a proposta é incentivar a música aos alunos e moradores da periferia que não tenham condições de pagar por uma aula particular.

“Assim surgiu a ideia de quem quiser contribuir com algum valor para adotar um aluno, pode entrar em contato com a escola e que iremos viabilizar que o estudante se mantenha tendo as aulas”, disse.

O sistema fará uma análise norteada por pré-requisitos e critérios como a análise socioeconômica e méritos de dedicação e potencial, por exemplo. “Quem adotar o aluno, além de ajudar financeiramente, poderá acompanhar, sempre que possível, o seu desenvolvimento no aprendizado musical, nas avaliações realizadas pelo professor e nas apresentações e outros eventos realizados pelo projeto”, comenta Fernando.

Ele explica que durante as aulas, os alunos se sentem motivados, contribuindo para uma educação mais completa, em que os aspectos da música tornem o aluno integrado, dinâmico, criativo e consequentemente mais feliz.

“Nosso objetivo é ampliar o número de crianças que participam do projeto. Estamos buscando apoios financeiros porque é de suma importância para que possamos atender com melhor qualidade as crianças atendidas no projeto, mas não queremos ser associados ao cunho político, somos apenas voluntários tentando fazer alguma coisa pelo próximo”, disse.

O Simam foi criado em março de 2017 e atende mais de duzentas crianças com aulas de orquestra, violão erudito, teclado, flauta doce e coral e funciona em dois núcleos com aulas diárias, que envolvem tanto teoria musical, quanto prática dos instrumentos. Maiores informações entre em contato (95) 98117-8067 ou ligue (95) 99167-1883.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!