REFUGIADOS EM RORAIMA
Projeto do IFRR ensina português a imigrantes em situação legal no país
Curso ajuda a melhorar a comunicação dos alunos e na rotina diária na busca de oportunidades de trabalho
Por Folha Web
Em 03/10/2017 às 00:39
Curso é desenvolvido em um período de dois a quatro meses, com uso de apostilas (Foto: Divulgação)

O curso Português para Estrangeiros, uma iniciativa do Instituto Federal de Roraima (IFRR), tem ensinado a língua portuguesa a imigrantes em situação legal no Estado. Em apenas três meses, mais de 200 alunos já fizeram o curso que está sendo realizado no Campus Boa Vista do IFRR, localizado na Avenida Glaycon de Paiva, 2496, bairro Pricumã, zona oeste da Capital. 

Cinco turmas são ofertadas com 30 alunos cada uma. Quatro são às terças e às quintas-feiras à noite, das 18h às 20h e duas das 20h às 22h. Uma às segundas e às quartas no período da manhã, das 9h às 11h45. Para participar é necessário que o candidato esteja na situação de imigrante/refugiado e dirija-se à Diretoria de Extensão, Programas Especiais e Ação Inclusiva (Direx) munido dos seguintes documentos: foto 3X4 e xerox do CPF, Protocolo de Refúgio e comprovante de residência.

Segundo o coordenador de Formação e Qualificação do IFRR, Weliton Lima, o curso tem o objetivo de promover a integração do aluno estrangeiro ao contexto sociolinguístico e cultural brasileiro, utilizando situações comunicacionais do dia a dia. “O curso ajuda a melhorar a cada dia a comunicação dos alunos e na rotina diária na busca de oportunidades no mundo do trabalho”, disse.

O coordenador explicou que o curso ocorre em um período de dois a quatro meses, com metodologia distinta e o uso de apostilas, formadas de pequenos textos e exercícios de fontes diversas. “Nelas consta o necessário para um bom aprendizado, focando sempre a leitura, escrita e pronúncia. Além disso, utilizamos a música e artesanato como atividade integradora”, complementou.

Segundo Weliton Lima, todos os dias aproximadamente 15 pessoas procuram a Instituição para participar do curso. As aulas são ministradas por professores convidados da Direx e outros são voluntários. Os interessados em contribuir com o projeto lecionando aos alunos podem ir ao Campus Boa Vista do IFRR e procurar a Direx. (E.M)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!