MAJOR WILLIAMS X ENE GARCEZ
Quatro pessoas são indiciadas por acidente de trânsito que matou dois
Gostei (12) Não gostei (0)
Por João Barros
Em 12/01/2018 às 00:54
Duas pessoas morreram por conta da colisão (Foto: Divulgação)

Ontem, dia 11, a Polícia Civil de Roraima, por meio da Delegacia de Acidentes de Trânsito (DAT), concluiu o inquérito que investigava o grave acidente ocorrido no dia 8 de setembro do ano passado e pediu o indiciamento de jovens envolvidos. O fato ocorreu no cruzamento das avenidas Major Williams com Ene Garcez, Centro de Boa Vista e causou a morte de Romário de Souza, 23 anos, e Renato Bezerra, 22 anos.

O acidente envolveu dois veículos: um Chevrolet/Ônix e uma motocicleta Kasinsk/Comet, 650 cilindradas. Romário de Souza Silva, condutor da moto, morreu no local da colisão, enquanto um dos passageiros do carro, Renato Bezerra de Oliveira, chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital Geral de Roraima (HGR). Outras três pessoas foram vítimas e tiveram lesões corporais graves.

A DAT apurou que K.A.L, 23 anos, que dirigia o carro, e seus amigos Renato Bezerra de Oliveira e C.M.L., começaram a ingerir bebida alcóolica em uma das baias do Jóquei Clube na tarde do dia em que antecedeu os fatos. Já por volta das 23h, outros amigos de K.A.L. vieram ao seu encontro, quando por volta da meia noite, saíram em três carros rumo a uma casa de show localizada na Avenida Ville Roy, permanecendo no local até o horário próximo às 2h, quando decidiram ir para um bar, na Avenida Major Williams.

O motorista do veículo Ônix estava na companhia de mais nove pessoas, divididas em três carros, uma Mitsubishi/L-200 Triton e um GM/Montana. Nas investigações ficou comprovado que todos os condutores dirigiam seus respectivos veículos em alta velocidade. A.S.F foi o primeiro a deixar o bar, mas logo foi ultrapassado por K.A.L, na Avenida Major Williams. L.A.A. também fez uma ultrapassagem e ficou logo atrás do veículo Ônix.

Imagens das câmeras foram observadas e ficou claro que K.A.L. não se preocupou com o sinal vermelho e atravessou a avenida, resultando na colisão com a motocicleta. “Comprovou-se, por meio do minucioso trabalho pericial, que os dois veículos eram conduzidos em velocidade excessiva, pois no momento da colisão o Veículo Ônix estava a 85 km/h, enquanto a motocicleta era conduzida a 95,5 km/h”, informou a DAT.

Devido à colisão, Renato e Romário acabaram morrendo, enquanto os outros três feridos foram encaminhados ao hospital com lesões corporais de natureza gravíssima. C.M.L. permaneceu na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Geral de Roraima até a manhã do dia 18/10/2017, quando foi transferido por parentes via UTI aérea para Fortaleza, conforme informou a direção do Hospital.

Ao final da investigação, o Inquérito Policial foi remetido ao Judiciário com o indiciamento de K.A.L. pelos crimes de homicídio e lesões corporais, ambos dolosos, como prevê os artigos 121 e 129 do Código Penal Brasileiro (CPB), tendo como base o dolo eventual. A.S.F, foi indiciado pelos crimes tipificados nos artigos 306 e 310 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), embriaguez ao volante e por entrega de direção de veículo automotor à pessoa não habilitada.

Já R.G.F.S foi indiciado com base nos artigos 306 e 309 do CTB, por embriaguez ao volante e dirigir veículo automotor sem ser habilitado. L.A.A., também foi indiciado por ter infringido os artigos 306 e 308 do CTB que correspondem à embriaguez ao volante e participar de corrida ou disputa, na direção de veículo automotor, em via pública, gerando situação de risco à população e incolumidade pública ou privada.

O delegado Juraci Rocha, titular da DAT, que presidiu o Inquérito Policial, ressaltou que este foi o terceiro caso ocorrido em 2017 em que o autor de acidente de trânsito foi indiciado por homicídio doloso tendo como base a tese do dolo eventual. O caso ficará sob a responsabilidade da Justiça, que pode acatar ou não os pedidos de prisão contra os autores do acidente. (J.B)

RIPA NA XULIPA disse: Em 12/01/2018 às 10:00:35

"me pergunto se os carros eram esses ai descritos na matéria... pois nunca tinha visto racha a 85KM.. será que não eram 3 Brasílias e se enganaram??"

jk disse: Em 12/01/2018 às 08:54:40

"É uma piada mesmo, realmente a justiça no nosso Brasil não funciona mesmo, onde que o ônix estava a 85km/h, não dá pra engolir essa, certo que os dois estavam em alta velocidade, mais 85km/h em uma avenida, alcoolizado e ainda por cima, apostando racha de madrugada, haaaa parem, vocês querem encobrir quem dessa será? pq meu primo não vai ser, Romário faleceu por causa da irresponsabilidade destes ai."

Christhian Rodolfo Torres Dominguez disse: Em 12/01/2018 às 08:21:15

" Veículo Ônix estava a 85 km/h e a motocicleta era conduzida a 95,5 km/h..............muita velocidade"

jk disse: Em 12/01/2018 às 08:44:43

"É brincadeira né rsrsrrs, realmente a justiça no nosso Brasil não funciona "