21 DE MARÇO
Roraima ganha Associação de Pais de crianças com Síndrome de Down
Integração, luta pela inclusão educacional e no mercado de trabalho, acolhimento de família e participar das discussões em defesa da pessoa com deficiência estão entre os objetivos da 'Amar Down Roraima'
Por Folha Web
Em 21/03/2016 às 18:29
A presidente da Amar Down, Elisangela Monção, com o filho Marcus Henrique (Foto: Arquivo Pessoal)

Na semana que se comemora o Dia Internacional da Síndrome de Down, os pais de crianças com a síndrome em Roraima tiveram um motivo especial para festejar a data. Foi criada, no sábado (19), a primeira associação de pais, familiares e amigos de pessoas com síndrome de down, a ‘Amar Down’.

Na fundação, a entidade conta com 16 sócios que, na verdade, já estão juntos em busca de consolidar a associação no estado desde 2012. Agora, os primeiros desafios do grupo é regulamentar a Amar Down, concluindo a parte burocrática como, por exemplo, proceder o registro em cartório.

De acordo com a presidente da Amar Down Roraima, Elisangela Monção, a associação terá várias finalidades. Uma delas é proporcionar uma representatividade dentro do estado com uma entidade para atender exclusivamente as pessoas com síndrome de down. E dessa forma, outro objetivo da Amar é acolher as famílias e crianças que nascem com a síndrome.

“Estamos com algumas idéias de projetos a serem desenvolvidos na associação para promover o acolhimento dessas crianças e as famílias que recebem uma pessoa com síndrome de down”, comentou a presidente, ressaltando que a entidade visa ainda promover encontros entre as crianças e adolescentes como forma de troca de experiência e integração.

Com essa mesma finalidade, a Amar Down nasce com o intuito de buscar a inclusão das pessoas com síndrome de down no mercado de trabalho. “E pra gente poder incluir, a gente vai ter que qualificar essas pessoas. Então nossa meta é desenvolver isso, buscando parceiros para qualificação, de forma a identificar habilidades para inserir no mercado de trabalho ao mesmo tempo que iremos buscar parcerias junto a empresas para a inclusão”, explica.

Outra medida que a Amar Down Roraima pretende buscar é a ocupação de espaços nas entidades que hoje já existem com a finalidade de discutir e defender os direitos das pessoas com deficiência. “Queremos participar, ocupar esses espaços de participação social como os conselhos, de forma a pleitear, por exemplo, tanto junto ao Estado quanto ao Município a implantação das diretrizes de atenção à pessoa com síndrome de down”, completa.

Na área da educação, a presidente da associação acredita que o grupo será um incentivador para continuar a luta pela inclusão, “mas uma inclusão qualificada não simplesmente de colocar a criança ou o adolescente no ensino regular”. Segundo ela, o mais importante para a pessoa com a síndrome é “garantir a ela condições de permanência e êxito em seus estudos”.

CADASTRAMENTO
Uma das primeiras atividades da Amar Down é convocar os pais, familiares e amigos de pessoas com síndrome de down para que façam um cadastro na associação. A medida visa identificar a quantidade de pessoas com síndrome que hoje moram em Roraima.

Para isso, ela informou que a sede funcionará provisoriamente na casa dela, na rua Chile, número 424, no bairro Cauamé. O telefone para contato e mais informações é o (95) 99112-4727.

Comentários
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!