PERÍODO CHUVOSO
Roraimenses devem ficar em alerta para chuvas com ventania
Chuvas com fortes ventos podem derrubar árvores antigas, gerando acidentes
Por Minervaldo Lopes
Em 01/08/2017 às 01:37
A força dos ventos derrubou árvores no domingo, 30, no bairro Treze de Setembro (Foto: Divulgação)

O mês de agosto marca a reta final do período chuvoso em Roraima, mas apesar disso a população deve ficar alerta com as ocorrências de chuvas com ventania. No último domingo, 30, uma chuva de cerca de 20 minutos assustou moradores de alguns bairros da capital, devido à força inesperada dos ventos.

No bairro Treze de Setembro, zona sul da cidade, o abacateiro de uma residência localizada na avenida El Dorado não resistiu à força do vento e caiu sobre o muro de uma casa vizinha, causando prejuízos financeiros. Era por volta das 16h20 quando o fato ocorreu, segundo a dona de casa Telma Costa, 52 anos.

"Estava me preparando para deixar minha neta na catequese, quando começou a chover. Decidimos esperar dentro de casa, quando ouvimos um forte de barulho vindo do quintal de casa. Abrimos a janela e nos deparamos com a árvore caída sobre o muro. Foi um grande susto", declarou.

De acordo com o meteorologista da Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh), Ramón Alves, ocorrência de chuvas com vento é muito comum nesse período e que, por esse motivo, a população deve ficar atenta em relação ao estado de conservação de árvores ou de locais que servem de abrigo para pessoas.

"A meteorologia prevê que teremos ainda muitas chuvas com ventanias que, apesar de serem moderadas, podem apresentar variações que representam riscos para a população. O ideal nisso tudo é que a pessoa faça a poda daquela árvore que está em condições ruins, justamente para evitar esse tipo de situação”, sugeriu.

A reportagem da Folha também entrou em contato com o Corpo de Bombeiros Militar de Roraima (CBMRR) para saber o número de solicitações feitas durante o domingo e foi informada de que o órgão não recebeu nenhuma chamada para atender ocorrência relacionada ao fato.

A corporação aproveitou ainda para salientar os cuidados que a população deve tomar em caso de situações envolvendo fortes chuvas e ventanias. O Corpo de Bombeiros orienta que as pessoas devem procurar um lugar protegido, como casas e lugares cobertos para evitar que sejam atingidas por objetos, assim como se distanciar de árvores, devido à possibilidade de elas caírem por causa dos ventos fortes.

Nível do Rio Branco registra recuo no último dia de julho

Os últimos dias de julho foram marcados pela redução no nível do Rio Branco, principal rio que banha o Estado. Na capital, por exemplo, o mês encerrou o nível de 6,73 metros, 1,19 metros a menos em relação ao registrado no início da semana passada, 24, com 7,92 metros, segundo dados da Agência Nacional de Águas (ANA).

Em Caracaraí, cidade do centro-sul do Estado que também possui monitoramento da ANA, o Rio Branco também apresentou redução do nível. Enquanto no dia 24, o nível estava em 8,69 metros, o último dia do mês registrou volume de 8,43 metros, uma diminuição de 26 centímetros.

 Já em relação ao volume de chuvas, os números também apresentaram oscilações. Em Boa Vista, a quinta-feira, 27, foi a que mais apresentou volume de água, registrando 21 milímetros, enquanto em Caracaraí, o maior volume registrado pela ANA foi na quarta-feira, 26, com 8,60 milímetros. (M.L)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!