SAÚDE & BEM ESTAR
Saiba como identificar a anorexia e a bulimia nervosa
Os transtornos alimentares que afetam diversas pessoas que estão em busca do corpo perfeito
Por Raisa Carvalho
Em 18/04/2017 às 00:20

O conceito atual de moda e boa forma influenciam diretamente um grande número de pessoas a adotarem comportamentos de risco como dietas restritivas e desequilibradas a fim de alcançar esse padrão de beleza. De acordo com o psiquiatra Alberto Iglesias, elas utilizam métodos compensatórios, atividade física excessiva e relação inadequada com alimento e o corpo.

Segundo ele, os principais transtornos alimentares que afetam a sociedade são a anorexia nervosa e a bulimia nervosa tendo como característica principal a distorção da imagem corporal.

“As passarelas, que exibem corpos perfeitos, quase esqueléticos, muito longe do considerado normal na sociedade, o problema começa quando uma pessoa normal quer imitar estes “padrões” intangíveis, a maioria das pessoas”, explica.

Bulimia é um transtorno alimentar ocasionado por uma compulsão alimentar, seguido de comportamento para perder peso, vômitos representam 90% dos casos de bulimia, mas temos o uso de medicamentos laxantes e exercícios físicos pesados.

“A maior parte das pessoas com Bulimia tem um peso corporal normal, mas se considera gorda. O tratamento de Bulimia é multidisciplinar, terapia cognitivo comportamental, com psicólogo e medicamentos prescritos normalmente por um médico psiquiatra”, ressalta o médico.

Já a anorexia é um transtorno alimentar ocasionado por uma obsessão pelo peso e por aquilo que come, os sintomas incluem tentar manter o peso abaixo do normal por meio de jejum e/ou prática excessiva de exercícios físicos. As mulheres muitas vezes param de menstruar.

“Apesar de o paciente estar extremamente magro e comer muito pouco, quando confrontado relata não estar magro. O tratamento em casos graves inclui a internação hospitalar, o tratamento ambulatorial inclui ainda, a terapia cognitivo comportamental e atendimento médico especializado, normalmente por um médico psiquiatra, em ambos os casos, o acompanhamento médico é recomendado” ressalta.

História

Segundo o médico, as causas ligadas ao transtorno alimentar envolvem muitos fatores, pode-se pensar sobre fatores biológicos, psicológicos, familiares, sociais e culturais que estejam envolvidas nas causas possíveis para a doença.

Na idade média os grandes pintores retratavam em seus quadros mulheres de forma volumosas, muitas vezes pessoas da atualidade ao verem estes quadros acreditam que eram mulheres ricas, personalidades da época, ou até certo deboche do pintor, seria uma preferência destes pintores? Segundo o psiquiatra, hoje se acredita que não.

“Numa época em que as pessoas tinham uma expectativa de vida extremamente baixa, alimentos eram escassos, e ainda, inúmeras doenças sem cura na época – principalmente a ocorrência da peste negra que dizimou uma parcela considerável da população da Europa, ser obeso era ter status social e objetivo da população em geral”, explica.

Os familiares e amigos devem estar atentos aos comportamentos destes pacientes, pois é de extrema importância que eles recebam orientações de profissionais. As pessoas próximas a esta pessoa adoecida têm papel muito importante na evolução positiva do tratamento.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!