CERR
Sem qualquer resposta, servidores seguem em greve
Gostei (1) Não gostei (1)
Iniciada na quinta-feira passada, 19, a mobilização cobra pagamento salário do mês de março
Por Folha Web
Em 23/04/2018 às 13:01
Servidores da Cerr colocaram faixas na entrada do órgão, em protesto ao não pagamento do salário de março (Foto: Divulgação)

Iniciada na última quinta-feira, 19, a greve dos servidores da Companhia Energética de Roraima (Cerr) segue sem uma definição de acordo. Na manhã desta segunda-feira, 23, os trabalhadores decidiram transferir a mobilização da Praça do Centro Cívico para a sede do órgão, no bairro Calungá, zona Sul da capital.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Urbanitários de Roraima (Stiu), Gissélio Cunha, a categoria ainda aguarda uma definição do Estado em relação ao salário referente ao mês de março, que ainda não foi pago.

“A diretoria da empresa nos informou que não há previsão para o pagamento e que a situação depende única e exclusivamente do Governo do Estado.

De acordo com o sindicato, cerca de 500 servidores do órgão, incluindo os 53 empregados cedidos para a Eletrobras Roraima, estão prejudicados com o atraso de vencimentos. A situação da CERR vem piorando desde janeiro ano passado, quando não teve sua concessão de operação renovada pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

O OUTRO LADO – A FolhaWeb entrou em contato com o Governo do Estado e aguarda resposta

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!