PAGAMENTO ATRASADO
Servidores receberão salários de forma escalonada, diz Governo de RR
Gostei (15) Não gostei (12835)
Trabalhadores haviam iniciado uma manifestação em frente ao Palácio
Por Folha Web
Em 10/01/2018 às 20:00
(Foto: Hione Nunes)

Sindicalistas e servidores do Estado estiveram reunidos na tarde desta quarta-feira, 10, na Praça do Centro Cívico a espera de um diálogo com a governadora Suely Campos (PP) sobre o pagamento dos salários referente ao mês de dezembro, que não foi pago hoje, conforme o calendário de pagamento divulgado em dezembro.

Uma manifestação convocada por sindicatos de servidores estaduais acabou sendo diluída após o governo reunir os líderes sindicalistas para ouvir a demanda de reivindicações, no Palácio Senador Hélio Campos.

Em nota, o Governo de Roraima informou que já foi depositado o dinheiro na conta dos servidores da Educação e Saúde, além dos funcionários do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), da Desenvolve Roraima, da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), Uerr (Universidade Estadual de Roraima), Iacti (Instituto de Amparo a Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Roraima), Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima) e Iper (Instituto de Previdência de Roraima).

“Já os demais servidores receberão o pagamento de forma escalonada, por secretaria, conforme o recurso for retornando ao caixa do Tesouro”, destacou o governo.

Flávio Menezes, presidente do Sinter (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) comentou sobre a situação. 

"Existem vários quesitos que precisam ser tratados com o Governo de Roraima. A classe não aceita esse calendário de pagamento estipulado, por exemplo. Os atrasos são recorrentes, além das más condições de trabalho. Até viaturas da Polícia Civil estão sem gasolina e os profissionais de saúde também estão sem material para exercer suas funções", destacou.

OUTRO LADO – A Secretaria de Comunicação do Estado (Secom-RR) disse que a governadora Suely Campos está negociando o desbloqueio das contas do governo para garantir o pagamento geral dos servidores, previsto para ser creditado ainda nesta quarta-feira, 10.

“Manoel Dantas e Jalser Renier concordaram em adiar o recebimento do duodécimo, objeto dos bloqueios, e devolver parte dos recursos para o tesouro estadual compor o caixa necessário para efetuar o pagamento dos servidores, mas até o fim do dia não houve confirmação dos valores que os dois poderes vão devolver. A prefeita Teresa Surita recusou entrar em acordo. Segundo a Secretaria da Fazenda, além da devolução dos bloqueios, o dinheiro oriundo da arrecadação própria também está sendo direcionado prioritariamente para a folha de pessoal”, ressaltou a nota.

Juliet disse: Em 11/01/2018 às 16:01:06

"Falta de vergonha desse governo!!! Todos nós trabalhamos pra pagar o sustento da família, as contas de casa! o governo não arca com os juros tributados em cima das contas atrasadas ( Cartão de Credito, Água, Luz...) dos milhares de servidores que estão com o salário atrasado. Ranço desse Governo, infelizmente a classe militar não pode entrar em greve ( caso que hoje também está na folha: Um militar foi reclamar do atraso do salário e consequentemente a falta de alimento em seu lar, e foi levado a corregedoria para prestar depoimento) .. Infelizmente! Mas nós como população pais e mães de famílias podemos repudiar esse ato de descaso com o servidor. Fiquem de olha esse ano vai ser o raspa tacho, Roraima vai ficar igual ou pior ao ultimo ano do governo do Anchieta. "

Rildo Lopes disse: Em 10/01/2018 às 23:36:11

"Cada vez que vejo esse tipo de reportagem, cresce uma revolta muito grande. E so me faz pensar que o Brasil é uma M...perdão pelo palavriado, mas a indignação é tamanha. Trabalhamos 40h por dia, e muitos ainda trabalham sábado e domingo, para termos o mínimo de dignidade. Aí vem uma pilantra dessas que queria ver ela e seus coleguinhas e familiares receberem de forma escalonada. Mas fazer o que, vindo de um país onde questionam se um deputado sabe ler ou escrever, mas elegem um presidente que não possui nem o ensino médio. Mas fazer o que, vindo de uma país onde um presidente cria uma reforma da previdência para punir a população, onde vem com uma fala que a razão é acabar com o privilegio de quem trabalha pouco, se aposenta cedo e recebe muito. No meu ver seriam so os políticos, mas essa reforma não atinge justamente eles. Se o Brasil esta hoje uma m...., é simplesmente por culpa deles. Da Má gestão, do descaso com o dinheiro publico. É por isso que a população do país vizinho vem para cá, pois é mais fácil vir para um país que tudo pode, do que lutar por seus direitos lá no país de origem. E o mais engraçado é que eles exigem direitos aqui! A gente trabalha e paga os impostos pq é necessário arrecadar para poder fornecer infraestrutura e direitos, ai vem aquele e consegue tudo em dois tempos. Ai temos que engolir as invasões, temos que engolir os aumentos, do gás, gasolina, alimento, remédio. E o aumento do salário mínimo nem ultrapassa o aumento da gasolina. Mas fazer o que? se os que poderia fazer algo por nós, não utiliza o SUS, possuem alem do salário altíssimo ainda tem os benefícios para, terno, gasolina, aluguel e etc. E ainda terá alguém que não concorde com que eu fale, mas aos puxa saco de plantão que me desculpem, mas eu pago as minhas contas e falo o que eu quiser é foda se trouxa em um país de M....! "

Rildo Lopes disse: Em 10/01/2018 às 22:40:01

"Será que o dela é dá família é escalonada?"

Bolsomito2018 disse: Em 10/01/2018 às 21:24:05

"Que as pessoas não se esqueçam dessa má administração, e dêem a resposta nas urnas. Não só pra esse desgoverno mas pra toda essa corja que suga o estado a décadas."

Aramis disse: Em 10/01/2018 às 20:38:16

"Vergonha. Governo mentiroso. O iper pagou sua folha dia 29/12/2017. A saúde só receberam os efetivos. O Detran tem arrecadação própria.. vergonha vergonha vergonha "