PAGAMENTO ATRASADO
Servidores receberão salários de forma escalonada, diz Governo de RR
Trabalhadores haviam iniciado uma manifestação em frente ao Palácio
Por Folha Web
Em 10/01/2018 às 20:00
(Foto: Hione Nunes)

Sindicalistas e servidores do Estado estiveram reunidos na tarde desta quarta-feira, 10, na Praça do Centro Cívico a espera de um diálogo com a governadora Suely Campos (PP) sobre o pagamento dos salários referente ao mês de dezembro, que não foi pago hoje, conforme o calendário de pagamento divulgado em dezembro.

Uma manifestação convocada por sindicatos de servidores estaduais acabou sendo diluída após o governo reunir os líderes sindicalistas para ouvir a demanda de reivindicações, no Palácio Senador Hélio Campos.

Em nota, o Governo de Roraima informou que já foi depositado o dinheiro na conta dos servidores da Educação e Saúde, além dos funcionários do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), da Desenvolve Roraima, da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), Uerr (Universidade Estadual de Roraima), Iacti (Instituto de Amparo a Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Roraima), Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima) e Iper (Instituto de Previdência de Roraima).

“Já os demais servidores receberão o pagamento de forma escalonada, por secretaria, conforme o recurso for retornando ao caixa do Tesouro”, destacou o governo.

Flávio Menezes, presidente do Sinter (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) comentou sobre a situação. 

"Existem vários quesitos que precisam ser tratados com o Governo de Roraima. A classe não aceita esse calendário de pagamento estipulado, por exemplo. Os atrasos são recorrentes, além das más condições de trabalho. Até viaturas da Polícia Civil estão sem gasolina e os profissionais de saúde também estão sem material para exercer suas funções", destacou.

OUTRO LADO – A Secretaria de Comunicação do Estado (Secom-RR) disse que a governadora Suely Campos está negociando o desbloqueio das contas do governo para garantir o pagamento geral dos servidores, previsto para ser creditado ainda nesta quarta-feira, 10.

“Manoel Dantas e Jalser Renier concordaram em adiar o recebimento do duodécimo, objeto dos bloqueios, e devolver parte dos recursos para o tesouro estadual compor o caixa necessário para efetuar o pagamento dos servidores, mas até o fim do dia não houve confirmação dos valores que os dois poderes vão devolver. A prefeita Teresa Surita recusou entrar em acordo. Segundo a Secretaria da Fazenda, além da devolução dos bloqueios, o dinheiro oriundo da arrecadação própria também está sendo direcionado prioritariamente para a folha de pessoal”, ressaltou a nota.

Juliet disse: Em 11/01/2018 às 16:01:06

"Falta de vergonha desse governo!!! Todos nós trabalhamos pra pagar o sustento da família, as contas de casa! o governo não arca com os juros tributados em cima das contas atrasadas ( Cartão de Credito, Água, Luz...) dos milhares de servidores que estão com o salário atrasado. Ranço desse Governo, infelizmente a classe militar não pode entrar em greve ( caso que hoje também está na folha: Um militar foi reclamar do atraso do salário e consequentemente a falta de alimento em seu lar, e foi levado a corregedoria para prestar depoimento) .. Infelizmente! Mas nós como população pais e mães de famílias podemos repudiar esse ato de descaso com o servidor. Fiquem de olha esse ano vai ser o raspa tacho, Roraima vai ficar igual ou pior ao ultimo ano do governo do Anchieta. "

Rildo Lopes disse: Em 10/01/2018 às 23:36:11

"Cada vez que vejo esse tipo de reportagem, cresce uma revolta muito grande. E so me faz pensar que o Brasil é uma M...perdão pelo palavriado, mas a indignação é tamanha. Trabalhamos 40h por dia, e muitos ainda trabalham sábado e domingo, para termos o mínimo de dignidade. Aí vem uma pilantra dessas que queria ver ela e seus coleguinhas e familiares receberem de forma escalonada. Mas fazer o que, vindo de um país onde questionam se um deputado sabe ler ou escrever, mas elegem um presidente que não possui nem o ensino médio. Mas fazer o que, vindo de uma país onde um presidente cria uma reforma da previdência para punir a população, onde vem com uma fala que a razão é acabar com o privilegio de quem trabalha pouco, se aposenta cedo e recebe muito. No meu ver seriam so os políticos, mas essa reforma não atinge justamente eles. Se o Brasil esta hoje uma m...., é simplesmente por culpa deles. Da Má gestão, do descaso com o dinheiro publico. É por isso que a população do país vizinho vem para cá, pois é mais fácil vir para um país que tudo pode, do que lutar por seus direitos lá no país de origem. E o mais engraçado é que eles exigem direitos aqui! A gente trabalha e paga os impostos pq é necessário arrecadar para poder fornecer infraestrutura e direitos, ai vem aquele e consegue tudo em dois tempos. Ai temos que engolir as invasões, temos que engolir os aumentos, do gás, gasolina, alimento, remédio. E o aumento do salário mínimo nem ultrapassa o aumento da gasolina. Mas fazer o que? se os que poderia fazer algo por nós, não utiliza o SUS, possuem alem do salário altíssimo ainda tem os benefícios para, terno, gasolina, aluguel e etc. E ainda terá alguém que não concorde com que eu fale, mas aos puxa saco de plantão que me desculpem, mas eu pago as minhas contas e falo o que eu quiser é foda se trouxa em um país de M....! "

Rildo Lopes disse: Em 10/01/2018 às 22:40:01

"Será que o dela é dá família é escalonada?"

Bolsomito2018 disse: Em 10/01/2018 às 21:24:05

"Que as pessoas não se esqueçam dessa má administração, e dêem a resposta nas urnas. Não só pra esse desgoverno mas pra toda essa corja que suga o estado a décadas."

Aramis disse: Em 10/01/2018 às 20:38:16

"Vergonha. Governo mentiroso. O iper pagou sua folha dia 29/12/2017. A saúde só receberam os efetivos. O Detran tem arrecadação própria.. vergonha vergonha vergonha "