EM NOVEMBRO
Setor público acumula déficit de R$ 39,1 bilhões
Este é o maior rombo desde que o Banco Central deu início à série histórica do indicador, em dezembro de 2001
Por Folha Web
Em 27/12/2016 às 11:49
O rombo foi puxado pelo déficit recorde do Governo Central, conforme calculado pela metodologia do BC (Foto: Divulgação)

O setor público consolidado, que engloba União, estados, municípios e empresas estatais, apresentou um déficit primário de R$ 39,1 bilhões em novembro. Este é considerado o maior rombo para o mês desde que o Banco Central (BC) deu início à série histórica do indicador, em dezembro de 2001.

Segundo o BC, O déficit primário significa que arrecadação foi menor do que os gastos, sem levar em conta as despesas com o pagamento dos juros da dívida.

O rombo foi puxado pelo déficit recorde do Governo Central, de R$ 39,9 bilhões, conforme calculado pela metodologia do BC. Estados e municípios tiveram superávit (economia de recursos) de R$ 421 milhões, enquanto que as empresas estatais tiveram resultado positivo de R$ 314 milhões em novembro.

De janeiro a novembro, o setor público já acumula um déficit primário de R$ 85,1 bilhões, também o maior da história. Em 2015, o déficit foi de R$ 39,5 bilhões no mesmo período. A meta para o ano, conforme aprovada pelo Congresso Nacional na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), é de R$163,9 bilhões negativos.

Com o resultado, a dívida bruta do Brasil subiu um ponto percentual em novembro frente a outubro, chegando a 70,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

Com informações da Agência Brasil.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!