ATRASO NO PAGAMENTO
Terceirizadas e servidores estaduais vão participar de audiência pública
Gostei (230) Não gostei (2)
Por Paola Carvalho
Em 13/01/2018 às 01:28
Segundo o presidente do Sintraima, Francisco Figueira, uma das sugestões é formalizar uma reforma administrativa no Estado (Foto: SupCom-ALE)

Servidores efetivos e terceirizados do Governo do Estado vão participar de audiência pública a ser realizada na próxima terça-feira, 16, no Plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), com o objetivo de promover uma reforma administrativa em Roraima. A ideia é convocar toda a gestão administrativa do Estado, Poder Judiciário, proprietários de empresas terceirizadas e representantes políticos do Estado na esfera estadual e federal.

A medida foi tomada após reunião realizada no início da tarde de ontem, 12, com o presidente da ALE-RR, o deputado estadual Jalser Renier (SD), focada no debate de medidas que possam melhorar a situação financeira estadual. Estiveram presentes na reunião representantes dos servidores da Polícia Civil, Educação, Saúde, Enfermagem, Agência de Defesa Agropecuária, Instituto de Terras, Agricultura, Infraestrutura, Auditores Fiscais e de empresas terceirizadas que prestam serviço ao Estado.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Efetivos do Estado de Roraima (Sintraima), Francisco Figueira, a ideia é discutir uma reforma administrativa no Estado e dar uma oportunidade para que os sindicatos possam dar sugestões de onde podem economizar, além de apresentar outras demandas da categoria. “O Estado já deveria ter feito essa reforma administrativa há muito tempo para não chegar nessa situação crítica. Um Estado que sobrevive de repasses do Governo Federal não era para estar enfrentando essa crise financeira, bastava direcionar os gastos. É preciso de uma redução dos gastos públicos de maneira drástica e nós vamos estar lá para dar sugestões do que está acontecendo, onde se pode diminuir, onde se pode reduzir para que o Estado possa ter uma economia e também para cobrar”, afirmou Francisco.

O presidente da Assembleia afirmou que vai se reunir com todos os deputados para que os parlamentares também participem da reunião. “Precisamos de um acordo em conjunto, achar a melhor saída. Nós vamos conversar com o Governo para que se aponte uma solução. Enquanto presidente da Assembleia, vou solicitar que os membros participem da reunião e façam valer qualquer acordo que seja feito”, finalizou o deputado.

PAGAMENTO – Na tarde de ontem, 12, o Governo do Estado finalizou o pagamento de todos os servidores efetivos e comissionados que ainda não haviam recebido o salário referente ao mês de dezembro. A informação é que o recurso foi enviado ao banco pela Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e seria creditado ainda ontem nas contas dos servidores. (P.C)

Mohammed Pataxó disse: Em 13/01/2018 às 08:35:49

"Terceirizados à 4,5,6 meses sem receber, tem hora que só bala dá jeito. ISSO É UMA VERGONHA."