GUERRILHA URBANA
Trânsito matou 132 pessoas em 2017
Uso de bebida alcoólica e de alta velocidade são as principais causas de acidentes de trânsito, segundo o Detran
Por Folha Web
Em 06/01/2018 às 00:48
Quase metade das mortes é de motociclistas (Foto: Arquivo/Folha)

Mesmo com as intensas campanhas de conscientização e maior rigor da fiscalização, o número de acidentes em Roraima ainda é preocupante. Conforme o setor de estatística do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em 2017, 132 pessoas morreram no trânsito, entre elas 54 motociclistas, 21 caronas, 13 pedestres, 12 condutores de carros, 12 passageiros, 9 garupas e 11 não informados.

Nas rodovias federais, por exemplo, foram deflagradas pela Polícia Rodoviária Federal duas operações no final do ano – Rodovida e Roraima Seguro – com o intuito de redução de óbitos nos períodos festivos.

Segundo PRF-RR, foram detectadas, nas operações, uma série de irregularidades, resultando principalmente em infrações ligadas à ingestão de bebida alcoólica e excesso de velocidade. Levando em conta as circunstâncias em que ocorrem os acidentes, o órgão indica que os acidentes são causados geralmente pelo uso de alta velocidade, alcoolemia, entre outros fatores.

“Estamos trabalhando com a educação e fiscalização, no enfrentamento desse grave problema que afeta nossa sociedade. É tanto que, na festa de virada de ano, não registramos nenhum óbito”, destacou o superintendente da Polícia Rodoviária em Roraima, Igo Brasil. (E.S)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!