SAÚDE
Tratamento para Hepatite C estará disponível pelo SUS
Hepatite C é uma doença do fígado, que afeta mais de 3 milhões de brasileiros
Por Folha Web
Em 08/08/2017 às 00:24
O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde (Fotos Divulgação)

O tratamento para hepatite C da AbbVie, que combina os agentes antivirais ombitasvir, veruprevir/ritonavir e dasabuvir, estará disponível pelo SUS –Sistema Único de Saúde.

O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde sobre o novo PCDT- Protocolo de Diretrizes e Tratamento, para tratamento de pacientes com infecção crônica pelo vírus da hepatite C, genótipo 1.

 A eficácia e o perfil de segurança deste tratamento da AbbVie para HCV foram demonstradas em seis de estudos clínicos, envolvendo um total de 2.308 pacientes em todo o mundo. É o único tratamento totalmente oral, da nova geração (sem uso de interferon), que tem sua eficácia e segurança comprovadas em estudo específico com pacientes brasileiros.

Hepatite C

Hepatite C é uma doença do fígado, que afeta mais de 3 milhões de brasileiros, sendo que a maioria não sabe que é portadora da doença. A hepatite C pode ser curada; mas se não diagnosticada e tratada adequadamente pode levar à necessidade de transplante e é uma das principais causas de câncer no fígado.

A hepatite C é transmitida pelo sangue, podendo ocorrer por transfusões ou por equipamentos e dispositivos médicos não esterilizados (como seringas, ou mesmo alicates de cutículas).

Estudo epidemiológico em 2105, com 318 pacientes de oitos centros públicos de tratamento, indicou que a maioria das pessoas tratadas nesses serviços públicos de saúde apresentava sintomas da doença em estágio avançado, com fibrose hepática (52,3 por cento) ou cirrose hepática compensada (36,5 por cento), à época do diagnóstico.

A hepatite C pode ser detectada por um exame simples de sangue, também disponível na rede pública de saúde.

Tratamento

O tratamento para hepatite C, que combina os agentes antivirais ombitasvir, veruprevir/ritonavir e dasabuvir, estará disponível pelo SUS –Sistema Único de Saúde, de acordo com o anúncio feito pelo Ministério da Saúde sobre o novo PCDT- Protocolo de Diretrizes e Tratamento, para tratamento de pacientes com infecção crônica pelo vírus da Hepatite C, genótipo 1. A eficácia e o perfil de segurança deste tratamento para HCV foram demonstradas em seis estudos clínicos, envolvendo um total de 2.308 pacientes em todo o mundo.

Resultados do estudo Topázio-III indicam que 97 por cento dos pacientes com fibrose hepática avançada e 96 por cento dos pacientes com cirrose compensada apresentaram cura virológica em 12 semanas de tratamento com o medicamento. Cura virológica significa que o vírus não é detectável no sangue três meses após a conclusão do tratamento.

De acordo com estimativas do Ministério da Saúde, entre 1.4 e 1.7 por cento da população estão infectados pelo HCV, sendo mais frequente em pessoas acima de 45 anos de idade. A maioria não sabe que tem HCV, porque os sintomas aparecem quando a doença já está em estágio avançado.

O tratamento para HCV consiste numa combinação dos agentes antivirais veruprevir/ritonavirco-formulados com ombitasvir e dasabuvir. Veruprevir foi descoberto durante uma colaboração contínua entre a AbbVie e a Enanta Pharmaceuticals para pesquisa de inibidores de protease do vírus da hepatite C e de regimes de tratamento com inibidores de protease.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!