POLÍTICA
Venezuela pode fechar fronteira para votação de Constituinte
País enfrenta uma onda de protestos e indignação contra Maduro
Por Michel Sales
Em 29/07/2017 às 10:00
(Foto: Pesquisa por imagem)

A fronteira da Venezuela com o Brasil, entre as cidades de Santa Elena de Uairén e Pacaraima, ao Norte de Roraima, ficará fechada neste sábado, 29, e abrirá somente na próxima terça-feira, 1º, por determinação da República Bolivariana.

Tal medida é para garantir segurança na realização da eleição dos representantes da Assembleia Nacional Constituinte, marcada para este domingo, 30 de julho.

Em nota, o Comando Estratégico Operacional da FANB (CEOFAN), informou aos comandantes das regiões de Defesa Integral para "estabelecer o controle estrito do deslocamento nas fronteiras de pessoas, tanto por terra, ar e marítimo, que seja coordenado, neste sábado até terça-feira para salvaguardar a inviolabilidade das fronteiras e impedir que pessoas possam representar ameaças à segurança da República Bolivariana da Venezuela por ocasião das Eleições para a Assembleia Nacional Constituinte”, destacou a nota.

Há quatro meses, a Venezuela enfrenta uma onda de protestos e indignação, em meio a uma profunda crise política e econômica. A principal exigência dos opositores é a revogação da votação da Assembleia Constituinte defendida por Maduro.

A medida é encarada pela oposição como uma tentativa do governo de "consolidar uma ditadura" na Venezuela.

Manuel disse: Em 30/07/2017 às 08:01:53

"Maduro fecha as fronteiras pois sabe que maioria de seus votos contrários estão fora do pais... desertores não tem direito a voto?"

Manuel disse: Em 29/07/2017 às 10:18:35

"Abre não... deixa fechada. É melhor."