VENEZUELA
Vídeo mostra opositores sendo presos durante a madrugada
Líderes foram retirados de suas casas
Por Folha Web
Em 02/08/2017 às 20:00
(Foto: Pesquisa por imagem)

Dois dos principais líderes da oposição na Venezuela foram levados de casa por agentes de inteligência, informaram suas famílias.

Leopoldo López e Antonio Ledezma estavam em prisão domiciliar.

As famílias afirmaram que não sabem o paradeiro deles e que responsabilizariam o presidente venezuelano Nicolás Maduro pela segurança dos dois.

As prisões vieram após a eleição de uma Assembleia Constituinte na Venezuela, no domingo. Os legisladores vão ser responsáveis por reescrever a Constituição, ignorando o Congresso controlado pela oposição.

Veja o vídeo neste link.

Ontem, os Estados Unidos impuseram sanções contra o país.

Ex-prefeito do município de Chacao de Caracas, López é economista e tem 46 anos. Ele fundou o partido Vontade Popular e é considerado um dos mais aguerridos opositores de Maduro, acreditando de que seria possível destituí-lo por meio de protestos.

Em 2008, López foi banido da política por seis anos devido a acusações de corrupção durante seu mandato. Ele recorreu da sentença e o caso chegou a ser julgado pelo Tribunal Interamericano de Direitos Humanos, que lhe deu parecer favorável. No entanto, o Judiciário venezuelano se recusou a acatar a decisão.

Já Ledezma tem 62 anos e é advogado. Ele ocupou várias funções no Executivo e no Legislativo da Venezuela, como prefeito de Caracas, sendo o político mais jovem do país a se tornar senador, em 1994.

Segundo o governo, López e Ledezma teriam violado as regras de confinamento.

Com informações da BBC

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!