CRIME ORGANIZADO
Violência na madrugada em Boa Vista: Dois baleados e dois mortos
A polícia investiga a possibilidade de todos os crimes estarem relacionados ao crime organizado em Roraima.
Por Cyneida Correia
Em 21/04/2017 às 09:04
Francimar foi morto a tiros

Quatro homens baleados e dois mortos durante uma madrugada de terror nesta quinta-feira (21) em Boa Vista. Duas das vítimas morreram no local do crime e as outras duas vítimas foram encaminhadas para o plantão do Hospital Geral de Roraima.

A primeira ocorrência foi registrada no início da noite. O agente penitenciário Alvino Mesquita foi morto no bairro Senador Hélio Campos. Ele levou um tiro na cabeça e morreu na hora, segundo informações da Polícia Militar.

Alvino comemorava o aniversário da filha de seis anos, quando dois homens chegaram e anunciaram o assalto. Um dos homens efetuou um disparo contra Alvino e a arma falhou. A vítima ainda tentou sacar a arma, mas não conseguiu e foi alvejada na cabeça.

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, os dois homens chegaram à casa da vítima a pé. No momento do crime, a rua estava escura e uma câmera de segurança de uma residência vizinha flagrou apenas dois vultos. As autoridades policiais investigam a possibilidade de a morte estar relacionada ao crime organizado.

A segunda ocorrência, terminou na morte de Francimar Meirelles, de 27 anos, em frente a caixa de água da Caer no bairro Beiral. Segundo informações de testemunhas, dois elementos em uma motocicleta branca, grande chegaram ao local, e chamaram as vítimas que ao se aproximarem foram baleadas. Francimar morreu no local e Pablo Dantas levou um tiro nas costas e foi levado para a emergência do hospital. O estado de saúde dele é delicado, segundo o atendimento. Os dois tem passagens pela polícia por suspeita de tráfico. No local do crime foram encontradas várias cápsulas de pistola 380

A terceira e última ocorrência, registrada por volta das 4h30, aconteceu na rua Francisco Macedo, em um bar do bairro Buritis. Um albergado conhecido pela alcunha de Roni foi baleado no local, atendido pelo Samu e encaminhado ao Pronto Socorro Francisco Elesbão. Ele levou um tiro na mão e outro no braço.

“Eu estava em um bar com um amigo e apareceu um cara numa moto Fan preta e começou a atirar na gente. Fui correndo pedir ajuda numa distribuidora e a polícia e o samu chegaram e nos socorreram” disse a vítima para os policiais

 A polícia investiga a possibilidade de todos os crimes estarem relacionados ao crime organizado em Roraima.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!