Por Parabólica
Em 06/12/2019

Bom dia,

SORDIDEZ

Cada detalhe divulgado pela Polícia sobre o assassinato da empresária Joicilene Camilo dos Reis, de 47 anos, em Rorainópolis, revela como pessoas próximas, certamente beneficiadas pela vítima, podem ser sórdidas e cruéis. O crime teria sido tramado e executado por pessoas próximas a Joice Camilo, como era conhecida. É o tipo de situação que fatalmente obriga a todos refletirem sobre a fragilidade das relações de trabalho e das amizades. Triste e lamentável.

REGISTRADO

A Aliança pelo Brasil, o novo partido do presidente Jair Bolsonaro, foi registrado ontem, em Brasília. O documento é um dos passos iniciais para a família Bolsonaro tentar criar a nova sigla. O próximo passo é a criação de um CNPJ para pedir o registro junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A partir daí, abre-se prazo de dois anos para coletar cerca de 500 mil assinaturas distribuídas em nove estados do país.

LEÃO

Quem ainda espera receber restituição do Imposto de Renda, pode se animar, pois o pagamento será feito antes do Natal. A previsão da Receita Federal é que o valor esteja creditado em conta no próximo dia 16. A consulta ao último lote de restituições poderá ser feita já nesta segunda-feira (9). Esse lote contempla também declarações feitas entre 2008 e 2018 e que estavam com pendências na Receita.

MÍNIMO

Essa é para quem é assalariado. O Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) divulgou ontem uma estimativa sobre o valor que deveria ter o salário mínimo brasileiro. Para sustentar uma família de quatro pessoas, em novembro – atendendo às necessidades básicas como estabelecido na Constituição: moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social – o estudo apontou que o salário mínimo deveria ter sido de R$ 4.021,39. O valor é 4,03 vezes o que está em vigor, de R$ 998.

CONTA NO CPF


Uma informação interessante foi divulgada durante oitiva na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Energia, instalada na Assembleia Legislativa de Roraima. Na oitiva dos ex-presidentes da CERR (Companhia Energética de Roraima), Conceição Escobar e Francisco Fernandes de Oliveira, mais conhecido como “Chiquinho Brasília”, a relatora da CPI, deputada Lenir Rodrigues (Cidadania), questionou a respeito da cobrança da fatura de energia nas comunidades indígenas. Segundo relatos, as contas estariam sendo cobradas pelo CPF dos tuxauas, líderes das comunidades.


NOMEAÇÃO

A ex-secretária estadual de Gestão Estratégica e Administração e ex-ministra interina da Saúde, Gerlane Baccarin, esposa do deputado federal e atual presidente do PP (Partido Progressista) em Roraima, Hiran Gonçalves, foi nomeada como diretora geral de modernização pública do governo de Roraima. O cargo, apesar de ser de segundo escalão, paga um dos melhores salários do Estado, cerca de R$ 15 mil. Gerlane é uma das pré-candidatas à prefeitura de Boa Vista nas eleições do próximo ano.

SEM PRISÃO


Uma decisão do ministro Mauro Campbell, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou que o conselheiro afastado Henrique Machado não comece a cumprir a pena de prisão até o trânsito em julgado da sentença. Ou seja, ele continua afastado e condenado à perda do cargo, mas não será preso. A decisão se baseou no novo entendimento do STF, que diz que não deve haver prisão em segunda instância enquanto restarem recursos pendentes de julgamento.

INÁBIL

A greve dos enfermeiros expôs a inabilidade do governo em dialogar e negociar com uma categoria que exerce um direito legítimo. Os grevistas reclamam que não conseguem conversar com o Executivo e que o seletivo lançado pela Secretaria de Saúde para contratação de profissionais da área de enfermagem seria uma forma de sufocar o movimento. A categoria reivindica reajuste salarial, pagamento de progressões e condições mínimas de trabalho.

TRATAMENTO

Não são só os enfermeiros que reclamam da falta de diplomacia do Executivo. Os poderes não estariam satisfeitos com o tratamento que têm recebido dos que  despacham no Palácio Senador Hélio Campos. Quem acompanha o governador, Antônio Denarium afirma que por onde passa ele continua, sem reservas, a tecer críticas fortes ao poder legislativo. Os analistas da política local avaliam que esse discurso é um indicativo de que as relações continuam abaladas

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica