Por Fabiano de Cristo
Em 03/12/2019

Editorial

Hoje vamos refletir sobre os sonhos financeiros. O que te impede de realizar aquele sonho?  Saber controlar a emoção e a razão é um importante passo para conseguir a estabilização financeira que tanto sonhamos. A boa gestão financeira possibilita às chances de realização, potencializa e facilita o acesso aos bens, sejas eles de consumo ou não.

Você já parou para pensar em quantos sonhos você possui? 

Ou mesmo, o que deseja, a curto (1 ano), médio (3 a 5 anos) ou à longo prazo (5, 10 a 20 anos)? Já pensou o que realmente tem feito para poder realizá-los? Há uma grande lacuna entre as pessoas que transformam sonhos em realidade, e entre as pessoas que contam histórias de pessoas que transformaram seus sonhos em realidade. 

Mas você deve estar se perguntando: o por quê muitas pessoas não conseguem transformar sonhos em realidade ou alcançar aquilo que tanto desejam. A resposta é clara, pelo simples fato de não ter uma visão clara do que realmente quer e  como concretizar, pois, é necessário assumir o compromisso de transformar sonhos em realidade.

O sonho pode ser real

Para poder entender melhor a diferença entre sonho e projeto, é necessário assumir que, o sonho é o desejo vivo a ser alcançado, que serve de aspiração para realização. Já o projeto é o sonho colocado no papel de maneira detalhada que, faz com que você siga o caminho a ser alcançado, sendo necessário discriminar passo-a- passo com início e fim a serem definidos, com muito planejamento, execução e acompanhamento, seguido sempre que possível de atualização, de maneira progressiva com os recursos cabíveis para realização. Dessa maneira, o projeto ocorre para que a realização dos sonhos seja transformada em realidade.

Emoção x Razão

A realização de sonhos não acontece por acaso, isso você já deve ter percebido, mas é sim fruto de nossas escolhas que os sonhos são tornados em realidade. A vida é feita de escolhas sejam elas conscientes ou inconscientes, “quanto mais mesquinho você é, mais mesquinho você fica, quanto mais caridoso você é, mais caridoso você fica”, você já parou para pensar que só de não escolher ou não pensar você já escolheu e já pensou.

Há momento em que agimos pela emoção, a flor da pele, vivemos atualmente em uma sociedade consumista, todos os dias recebemos enxurradas de promoções com intuito de promover as emoções e criar necessidades por produtos e serviços que não precisamos ou que não queremos para nós, mas simplesmente passamos a admirar, sonhar e claro consumir.

Consumo

Você já parou para pensar que para manter o status, as pessoas consomem coisas que não precisam com o dinheiro que não tem, para impressionar pessoas de quem não gostam ou até mesmo para demostrarem ser quem de fato não são? A ideia não é excluir as nossas emoções de nossas escolhas, mas, dar um sentido a elas.

Fabiano de Cristo
jornalista@teste.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Finanças
+ Ler mais artigos de Finanças