Por Opinião
Em 10/02/2021

A PANDEMIA E O APOCALIPSE

Dolane Patricia*

Ailton Ribeiro**

Desde que surgiu, na China ainda em 2019, o novo Corona-vírus tem se espalhado pelo Planeta. Todos os dias, milhares de pessoas ao redor do mundo, são surpreendidas com novas descobertas daquele que viria a ser um dos mais temidos vírus da história da humanidade.
Milhões de pessoas estão isoladas em suas casas. Escolas e igrejas igualmente fechadas. Um cenário que jamais poderia ter sido retratado em uma tela de cinema. 

Na verdade, nenhum filme seria capaz de demonstrar o cenário vivido hoje pelas pessoas infectadas pelo coronavirus. Será que a humanidade está se aproximando do fim de sua existência?

Com a chegada do novo vírus, começaram a surgir diversas especulações sobre o livro do apocalipse, o último livro da Bíblia dos cristãos. Agravado por uma série de catástrofes naturais que assolam o mundo, muitos têm questionado se, de fato, estamos vivendo os dias das profecias do apocalipse.

O que a Bíblia diz sobre algumas questões levantadas por pessoas do mundo inteiro nos últimos dias: Primeiro, a covid-19 é um sinal do fim e do apocalipse?

Na verdade, o livro do apocalipse não fala do covid-19 especificamente. Embora epidemias façam parte de um cenário profético do fim e faz parte do conjunto de sinais que Jesus apontou como anunciadores da vinda de seu reino e do fim de todas as coisas. Assim como terremotos, guerras, fome, maldade, falsos profetas, enchentes etc. as pestilências e epidemias figuram sim como um dos sinais do fim e da 2ª vinda de Jesus. Como está escrito no livro de Lucas 21:11 “Haverá grandes terremotos, fomes e epidemias em vários lugares, e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu”. 

Importa mencionar ainda o segundo questionamento: Porque Deus não evitou essa pandemia, Ele não é todo poderoso?

Há uma tendência natural de o ser humano culpar a Deus pelas calamidades humanas. Muitas pessoas adeptas de filosofias ateístas (não crê na existência de Deus) e deístas (crê que Deus existe e criou o mundo, mas o abandonou à sua própria sorte), tendem a atribuir as mazelas do mundo à autoria de Deus. Mas, partindo do pressuposto de que o vírus da covid-19 tenha sido transmitido a partir do consumo da carne de morcegos, entendemos que a responsabilidade da pandemia é mais humana que divina. 

No livro de Levíticos 11:19, Deus advertiu acerca do consumo de vários animais que são imundos, ou seja, impróprios para o consumo e saúde humanos. Não é de se admirar que o morcego faz parte dessa lista. O povo de Deus ao longo da história se manteve livre de diversas doenças por se abster desses alimentos prejudiciais à saúde. Em outras palavras, Deus é soberano sobre o universo, mas respeita a liberdade de suas criaturas. Daquilo que o homem planta isso colherá.

Sendo assim, qual esperança podemos ter quanto ao futuro? A esperança que a palavra de Deus nos traz é a de que Deus tem tudo sob controle. Nada escapa ao crivo do todo poderoso. Tanto o passado, presente quanto o futuro estão debaixo do poder e da supervisão divina. Ele deixou a seguinte promessa para cada um de nós: "Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus; creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu lhes teria dito. Vou preparar-lhes lugar.

A vida no Planeta Terra não terminará por um declínio ecológico. A Terra só será definitivamente destruída pela vinda do Filho do Homem.

Será como descrito no livro do Apocalipse, parafraseado na letra da canção de Nadson Portugal: “Eu quero agora cantar, um hino de louvor. Um hino que fale, do dia final. Quando a natureza em terrível comoção, anunciar que é chegado o dia do Senhor. Quero lhe dizer que o caminho aberto está. Que já posso ouvir, os passos de um Deus que se aproxima!”

*Advogada, juíza Arbitral, coach, apresentadora de TV, escritora, Mestre em Desenvolvimento Regional da Amazônia, pós graduada em Direito Processual Civil, Pós Graduada em Direito de Família, Personalidade Brasileira e Personalidade da Amazônia.  Baixe o Aplicativo Dolane Patricia. #dolanepatricia

**Teólogo, escritor, Bacharel e Mestre em teologia pelo Seminário Adventista Latino Americano de Teologia. Pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Distrito Central, Boa vista-RR. Email: ailtonartur87@gmail.com

PODE O CONDOMÍNIO PROIBIR CONDÔMINOS DE ALUGUEL PARA TEMPORADA COMO AIRBNB?

Sabrina Torezani da Fonseca Gava*

Como se sabe, o uso das plataformas digitais para aluguel de temporada, tais como AIRBNB, ganharam força nos últimos anos.

Através dessas plataformas digitais, pessoas do mundo inteiro podem se conectar e encontrar um imóvel para alugar.

Ocorre que, muitos Condomínios querem proibir tal prática, pois entendem que o fluxo de pessoas desconhecidas transitando em suas áreas comuns, pode comprometer a segurança de outros moradores.

Isso vem desencadeando várias disputas judiciais entre condomínios e condôminos, mas o entendimento majoritário das decisões judiciais vem sendo de que o Condomínio não pode proibir que o condômino disponibilize seu imóvel para aluguel nas plataformas digitais, tais como AIRBNB, pois tal conduta violaria o direito de propriedade do condômino.

O Superior Tribunal de Justiça em uma recente decisão, decidiu que os Condomínios não podem proibir o aluguel nas plataformas digitais, a uma, pois tal proibição violaria o direito de propriedade, a duas, pois o aluguel para temporada está previsto nas Leis de Locações e a três, pois tal prática não seria considerada uma atividade comercial, como a de hospedagem.

Dessa forma, o entendimento majoritário está sendo de que o condômino pode disponibilizar seu imóvel para as plataformas digitais de aluguel para temporada, desde que respeitadas as regras do Condomínio, tais como, o sossego e a saúde dos demais condôminos.

Entretanto, os condôminos têm que se atentar para o  que prevê a Convenção do Condomínio, pois há Condomínios em que a Convenção proíbe tal prática.

Apesar do Superior Tribunal de Justiça, em recente decisão, ter proferido um julgamento, proibindo as Convenções de Condomínio de vetar esses tipos de locações, cabe mencionar que essa decisão foi proferida de forma isolada.

Diante disso, se a Convenção do seu Condomínio vetar a prática de locações por temporada em plataformas digitais, pode ser que em uma possível discussão judicial, o Condomínio consiga manter essa proibição, pois esse entendimento ainda não está pacificado.

Qual a sua opinião sobre esse assunto? Não deixe de enviar este post para um amigo que pode estar precisando conhecer esta informação.

*Advogada cível especialista em Direito Imobiliário e Contratos. Conselheira Estadual da OAB/ES. Membro da Comissão de Direito do Consumidor da OAB/ES. Sócia do escritório Oleare e Torezani Advocacia e Consultoria (www.oleareetorezani.com.br), contato: sabrina@oleareetorezani.com.br.

COMO TER FÉ

Afonso Rodrigues de Oliveira*

“A fé é o que leva as pessoas ao êxito; também pode levá-las ao fracasso. Se você tiver fé num determinado pensamento, esse pensamento se tornará uma realidade, seja boa ou má.” (Samuel Dodson)

Já nos disseram que mais de noventa por cento das pessoas que são assaltadas nas ruas, são exatamente as que saem de casa benzendo-se para não serem assaltadas. É o seu subconsciente que realiza o que você pensa. Se você se fixa num determinado pensamento, com certeza um dia ele se realizará. Se todos os dias você sai de casa se benzendo para não ser assaltado, com certeza vai ser assaltado. Seu subconsciente realiza aquilo em que você pensa. Para ele não interessa o “Não.” Nem se lhe fará bem ou mal. Nunca diga para o seu subconsciente o que você não quer, mas o que você quer.

Quando você se benze está pedindo socorro. E você só pede socorro, quando está preocupado com o negativo, e não com o positivo. Simples pra dedéu. Cuidado com o que você pensa. Você não imagina o poder que você tem em seus pensamentos. Mas não tente buscar o milagre com eles. Para o pensamento se realizar é necessária muita persistência. Pense positivo, mas não espere o milagre imediato. O que indica que você não deve ficar o tempo todo preocupado com assuntos e acontecimentos negativos.

Afaste-se de programas negativos que possam lhe trazer tristeza. Notícias negativas não informam você; mesmo que você as assista, não se impressione. Aceite-as como informações que lhe deixam consciente do bom e do mau que fazem parte da vida cotidiana. Leia sempre coisas agradáveis. Não se impressione com os acontecimentos ruins. Eles fazem parte da nossa evolução. E nunca vamos aprender com os erros, se ficarmos presos a eles. E se é assim, por que nos preocuparmos e nos prendermos aos erros dos outros? Já sabemos que só progredimos quando aprendemos a aprender, tanto com os nossos erros quanto com os erros dos outro.

A vida é um palco no qual atuamos. Você já sabe disso. Então vamos fazer o melhor no que fazemos no nosso dia a dia.  Fazer o melhor é estar feliz. E ninguém mais, além de você mesmo, pode fazer isso por você. Nunca espere que alguém faça você se sentir feliz. Seja-o, você mesmo ou mesma. Ninguém deve dirigir sua vida. Você tem todo o poder de que necessita para ser feliz. É só ter força, coragem e autoconfiança. E você só se beneficiará desse recurso que você tem, se se valorizar.

Ame-se no que você é, seja você quem for. Nunca baixe sua cabeça para o pessimismo. Não se deixe abater pelas crises. Você sempre as vencerá, se se valorizar. Elas nunca serão mais fortes do que você. Pense nisso.

*Articulista

afonso_rr@hotmail.com

95 99121-1460       

Opinião
fale@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!