As pequenas coisas, no geral, são as de maior significado - Folha de Boa Vista
Por Opinião
Em 18/01/2022

Adeus, Manduca

Walber Aguiar*

As pequenas coisas, no geral, são as de maior significado

E lá vinha ele em sua monark. E lá vinha ele montado na simplicidade e na simpatia inconfundível. Gente da mais fina estirpe, um caboco cheio de firmeza, galhardia e fé. Assim era seu “Manduca”, um chefe sério e brincalhão, sóbrio e bonachão, menino e homem da mais profunda competência, lealdade e dom de aconselhar.

Ali, naquele salão da oficina da Imprensa oficial, aconteceram coisas inimagináveis, sob os auspícios do “seu Manduca”. Milamar e Mário Gil, Cabeça e Jessé, Chaguinha e José Artegnan, além de “Camelo” e “Calouro”, Paulo Pitu e Chicão. Ali, naquele espaço lúdico, todos batiam uma bolinha de papel, acompanhados de longe pelo chefe da oficina, que, de vez em quando se aventurava a fazer uns pezinhos com o objeto redondo de papel que deslizava no peito e no pé dos craques da oficina. Ainda lembro do dia em que chutei a bola no quadro de Ottomar de Souza Pinto, vindo este a espatifar-se completamente no chão cinzento do parque gráfico. Todos correram, enquanto “mão branca”, o diretor, acompanhava a tudo com um olhar de enorme reprovação. Seu “Manduca” ainda quis consertar a situação, mas os cacos da molecagem não podiam ser colados àquela altura.

Manuel Rocha dos Santos era chefe com decreto, um homem que pegava nas mãos do aprendiz quando se tratava de ensinar a arte da tipografia, da distribuição, dos nomes que constavam no manual do tipógrafo, de Antônio Neto e Fausto “Dídimo”, passado aos mais novos artífices da elaboração e arte gráfica.

Almir, Val, Chiquinho e Solismar faziam parte daquela turma, acompanhada de perto pela grandeza e sabedoria de “Manduca”. O simples caboco amazônida, que tinha a seu lado a guerreira Cleonice Andrade, mulher de fibra e graça, que dispensou ao pequeno funcionário público um amor cuidadoso até quase os cem anos de idade. Até Pablo Sérgio fez parte da história desse menino homem, que amava andar de bicicleta, pescar, “jogar conversa fora e brincar com todos, “tirando a pagode” qualquer um que viesse de gozação pra cima dele.

Assim era Manuel Rocha dos Santos, uma rocha no caráter, um caimbé na resistência. Lembro que um dia um gaiato trocou as letras do nome do governador, nos anos 80. Em vez de Ottomar lia -se Totomar, no dia em que o chefe do executivo visitaria o novo prédio da Imprensa Oficial. Foi um corre corre, até seu “Manduca” estava com a borracha na mão apagando o erro proposital de um moleque que não tinha o que fazer.

Agora seu “Manduca” vai pescar matrinxãs na eternidade, encontrar Mário do Violão, conversar com o Eterno e nos esperar com o manual da grandeza e da sobriedade, da simplicidade e do ser bonachão que era. Vai, meu chefe, vai pedalar sua velha monark no infinito, onde não há choro, nem pranto nem dor. Um dia construiremos a alegria da imensidão, com os tipos da velha tipografia celestial. Um abraço...

*Advogado, aprendiz de tipógrafo, poeta, historiador, professor de filosofia e membro da Academia Roraimense de Letras

wd.aguiar@gmail.com

O anticristo está chegando 

Marlene de Andrade  

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” (João 14:6 

 

O anticristo ainda não está na terra e sim os seus precursores e vários deles já reinaram de maneira extremamente perversa e impiedosa. Eles não sentem remorso e nem possuem sentimento de culpa.  Mussoline, e entre outros, Adolf Hitler representam o anticristo, pois eles passaram por este mundo agindo de forma extremamente impiedosa.  

Esses precursores do anticristo estão desmontando os conceitos cristãos, aceitando, em certos países, casamento de crianças com adultos, casamento com animais, pedofilia, uso de drogas, liberação do aborto, pansexualidade, destruição da família conservadora e entre outros, os corruptos estão sendo considerados inocentes, enquanto os inocentes estão sendo perseguidos e presos. Só não enxerga tudo isso quem está doutrinado pela filosofia relativista e liberal, a qual defende a destruição generalizada do cristianismo e consequentemente o da família conservadora dos bons costumes da ética e da moral.   

O anticristo reinará quando a apostasia se generalizar, ou seja, quando ocorrer uma renúncia generalizada da fé cristã e isto já começou ocorrer, pois a Europa, o berço da reforma protestante, hoje colocou o cristianismo no lixo e isso é uma clara evidência de apostasia.  Quanto a América do Norte, lá a situação não é muito diferente, visto que o liberalismo predomina nas igrejas ditas evangélicas e o relativismo tem sido a base dos ensinos “evangélicos” e por isso as igrejas históricas estão, cada vez mais, perdendo seus membros.  

Já na América do Sul de um lado lidera o liberalismo e de outro o secretismo e no Oriente, por lá o islamismo é predominantemente contrário ao cristianismo, ou seja, rejeitam Jesus e o que é isso senão apostasia que vem aos poucos se generalizando?  

O anticristo é uma pessoa que vai ser adorada como se fosse o próprio Deus. Ele vai fazer guerra contra o povo de Deus matando-os, impiedosamente e será proibido ser cristão, e hoje, isso já está começando ocorrer em alguns países.  

Infelizmente, o anticristo já tem muitos adeptos neste planeta e aqui no Brasil eles estão crescendo a todo vapor, principalmente no mundo político e isso é tão verdadeiro que a corrupção cresce dia após dia. Além disso, no Brasil já existe a tramitação de projeto para legalizar o aborto e que seja lícito o casamento entre crianças e adultos. O que é isso, senão sinal de que o anticristo está chegando para reinar no Planeta Terra?   

 

Médica Especialista em Medicina do Trabalho/ANAMT-AMB-CFM 

Técnica de Segurança do Trabalho/SENAI-IEL 

CRM-RR339 RQE-341 

Procure o lado bom

Afonso Rodrigues de Oliveira

Os pontos culminantes da vida dos bem-sucedidos geralmente chegam no momento de alguma crise, através da qual são apresentados ao seu outro eu”. (Napoleon Hill) Não é pequeno o número de pessoas que aprenderam com a crise atual. Muitos

mudaram de rumo, não dirigidos, mas empurrados pela pandemia. Mirna Grzich já nos mandou um número enorme de exemplos de como devemos considerar as crises: Bendita crise que vai ampliar minha visão”. Então vamos parar de lamentar a crise, em

vez de aprender com ela. Paralela à vereda do mal está sempre a do bem. Cabe a cada um de nós saber que vereda tomar para caminhar por vias que desconhecemos. O importante é que sejamos o que realmente somos, e não o que pensamos que somos. Você prestou atenção à beleza do domingo, ontem? Não sei onde você estava, mas isso também não importa.

O que importa é como você encarou a crise e viveu cada minuto do dia com a beleza exposta. As crises sempre existiram, e sempre existirão. O que devemos é nos prepararmos para a próxima, depois que vencermos esta. Então vamos vencê-la, sem nos rendermos. “O reino de Deus está dentro de nós”. Então procuremos em nós mesmos o que temos para sermos superiores às crises. Porque elas têm infinitas características. A diferença está em como as vemos e as encaramos.

Seja positivo. Acredite na sua capacidade de superar. Não baixe sua cabeça, nem fique olhando para o bico dos seus sapatos. Erga a cabeça e se olhe no seu espelho interior e veja-se no que você realmente é. E você é um ser humano de origem racional. Todo o poder de que você necessita está em você. Você não precisa ficar procurando-o fora de você.

É só entender os acontecimentos, e dentro deles ver em você mesmo, a sua evolução racional. E sua felicidade está onde você está. É só saber vivê-la. Não permita que qualquer crise faça de você um coitadinho de si mesmo. Seja qual for o acontecimento, não deixe que ele acabe com você. Nunca amanheça seu dia sem dar bom-dia ao dia. Ele está esperando por você para você vivê-lo. Então viva-o feliz, independentemente da crise que está assolando o mundo. Porque ela não é maior do que você se você não se inferiorizar. Sinta-se superior, mas sem arrogância.

Seu valor está no que você é, mas nem sempre no que você pensa que é. Não precisa pensar que é, basta ser. Contemple seu dia, hoje. Não fique preso a más notícias nem a coisas que não valham sua atenção. E sua atenção deve estar no desenvolvimento da humanidade. Ligue-se ao próximo e você será um deles. Você receberá de volta o que doou aos outros. Cresça na racionalidade e será dono de si. Pense nisso.

afonso_rr@hotmail.com

99121-1460

Opinião
fale@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!