Bolsonaro vem para culto na Assembleia de Deus.... - Folha de Boa Vista
Por Parabólica
Em 26/10/2021

Bom dia,

Hoje é terça-feira (26.10). Está confirmado. Logo mais o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) chega a Roraima. Ele visita o estado pela segunda vez, em menos de 30 dias, e não traz na bagagem qualquer notícia mais importante a ser dada aos roraimenses. Por motivo de segurança, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) cancelou a visita de Bolsonaro, prometida desde o anúncio dessa viagem, a Pacaraima, cidade fronteiriça do Brasil com a Venezuela, e primeiro ponto de contato dos migrantes venezuelanos, que continuam chegando aos borbotões, em território brasileiro. A inteligência do Palácio do Planalto não quis desafiar a possibilidade de expor o presidente a um ambiente muito sujeito à infiltração de eventuais agentes capazes de atentar contra sua vida.

Assim, o roteiro da viagem presidencial a Roraima ficará resumido a quatro eventos: sobrevoo ao Vale do Cotingo - o presidente quer ver pessoalmente o potencial hídrico daquele rio-; visita a comunidade indígena do Flexal - que fica às proximidades do local onde seria construída uma eventual usina hidroelétrica na região-; visita e almoço na Operação Acolhida - com direito a inauguração de mais um abrigo para migrantes venezuelanos-; e participação de um culto na igreja evangélica Assembleia de Deus - presidio pelo pastor Izamar Ramalho-, que promete colocar 10 mil manifestantes para apoiar o presidente.

DE FORA

Sob o argumento de que a viagem de Bolsonaro até Roraima vai incluir, na volta, uma parada em Manaus onde o presidente dormirá e vai cumprir extensa agenda na quarta-feira (27.10), o cerimonial do Palácio do Planalto excluiu os parlamentares roraimenses do avião presidencial acompanhando na viagem Bolsonaro. A aeronave estaria com lotação completa em virtude de lideranças políticas amazonenses que foram previamente convidadas para vir juntas com a comitiva presidencial. Apenas o deputado federal, Hiram Gonçalves (Progressistas), como líder da bancada, virá no avião presidencial, que logo mais pousa na Base Aérea de Boa Vista, conhecida com Ala 7. Todos os demais deputados federais e senadores foram ignorados pelo cerimonial do Planalto.

VEIO NA FRENTE

Pela segunda vez, o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, primeiro coordenador da Operação Acolhida e ex-secretário estadual da Fazenda de Roraima; vem ao estado acompanhado Bolsonaro. Pazuello, que goza de muito prestígio junto ao presidente está em Boa Vista desde ontem, segunda-feira. Nos bastidores políticos locais corre a informação da pouca simpatia que o ex-ministro da Saúde nutre em relação ao governador Antônio Denárium (Progressistas), desde que compuseram a dupla de interventores nomeada pelo ex-presidente Michel Temer (MDB) em dezembro de 2018. É também cogitada uma eventual candidatura de Pazuello a uma das oito vagas a serem disputadas em 2022 para a Câmara Federal.

MAIS UMA

Tem muita gente no mercado, que não acredita mais no começo da construção do Linhão de Tucuruí ainda no governo de Jair Bolsonaro. O motivo seria uma eventual desconfiança dos índios Wamiri-Atroari em relação ao atual governo, depois do lançamento da pedra fundamental da obra em 29.09, pelo presidente da República, antes da resposta aos pedidos dos indígenas. Por conta disso, empresários já se movimentam para convencer a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) a realizar mais um leilão, que permitiria a construção de outra usina termoelétrica movida a gás, para suprir a necessidade total da demanda de Roraima. O argumento é que mesmo com a construção, algum dia, do Linhão de Tucuruí, eventual excedente seria vendido para outras regiões.

RÁPIDAS

Correligionários do deputado federal Hiram Gonçalves (Progressistas) dizem que ele está animado com sua eventual candidatura ao Senado Federal. ### Já o senador Telmário Mota (PROS) afirma que será candidato a reeleição, e que tem outras opções de palanques em 2022. Embora diga que seu apoio institucional ao governo estadual continuará da mesma forma. ### Nos bastidores de Brasília é dada como quase certa a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL, de Waldemar da Costa Neto. Bolsonaro negocia com Costa Neto o controle sobre a indicação de candidatos ao Senado Federal nalguns estados. ### Os dois, Bolsonaro e Costa Neto, têm conversado com frequência nos últimos dias. Segundo fontes da Parabólica, a entrada de Bolsonaro no PL, não afetará a coligação com o MDB, que pode resultar na indicação do deputado federal Édio Vieira Lopes como vice da ex-prefeita Teresa Surita em 2022. ### Embora os entendimentos entre Bolsonaro e Waldemar da Costa Neto estejam adiantados, dirigentes do Progressistas ainda não desistiram de filiar ao partido o presidente. O principal articulador da empreitada é o ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, o senador licenciado Ciro Nogueira (PI). ### O marqueteiro Gilberto Musto, já contratado pelo governador Antônio Denárium, reuniu-se ontem (segunda-feira) com alguns deputados estaduais da base de apoio do governo na Assembleia Legislativa do Estado (ALE). ### Bolsonaro chega a Boa Vista, logo mais, trazendo na bagagem aumento de preços dos combustíveis e uma suspensão de sua participação, por uma semana, nas principais redes sociais por conta de sua fala que associa as vacinas contra a Covid19 a AIDS. ### Até amanhã.

 

     .        .  

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica