Por Paola Carvalho
Em 05/09/2019

'Yesterday' é filme sobre a amizade, afirma roteirista

Por Mariane Morisawa, especial para o Estado

Londres - Em "Yesterday", uma mistura de comédia, música, romance e um pouco de fantasia escrita por Richard Curtis e dirigida por Danny Boyle, um apagão causa mais do que a falta de luz. Quando a energia volta, o mundo sofreu uma amnésia coletiva, e ninguém mais conhece os Beatles. Jack (Himesh Patel), um músico fracassado, vê na falta de memória uma oportunidade e vira sucesso mundial. Para o ator, se acontecesse de verdade, seria uma tragédia. "O mundo sem os Beatles seria bem mais pobre", disse o ator, mais conhecido pela série EastEnders, em entrevista à reportagem, em Londres. "Não só em termos da música que perderíamos, mas também por causa das dezenas de culturas do mundo que eles colocaram em suas músicas", completou, citando o exemplo das cítaras indianas. O filme estreia no Brasil na próxima quinta.

Mas como foi que o diretor de "Trainspotting" e "127 Horas" se juntou ao roteirista de "Quatro Casamentos e Um Funeral", "Um Lugar Chamado Notting Hill" e "Simplesmente Amor"? "Assim como Trainspotting, Yesterday também é um filme sobre amizades", disse Curtis. A atriz Lily James (de "Mamma Mia!") faz Ellie, a amiga de Jack que sempre esteve ao seu lado, apoiando sua carreira mesmo quando ninguém prestava atenção em suas músicas - e, sendo este um roteiro de Richard Curtis, na verdade ela sempre foi apaixonada por Jack. Boyle explicou que "Trainspotting" nunca foi, na sua cabeça, um filme sobre drogas, e sim sobre amigos. "Falávamos muito como as mulheres conseguiam manter as amizades, enquanto as amizades masculinas costumam se desintegrar antes de eles atingirem os 30. E isso faz com que muitos homens sejam solitários. As mulheres sabem da importância dos amigos."

O cineasta, que ganhou o Oscar por "Quem Quer Ser um Milionário?", contou que secretamente sempre invejou Curtis e seu talento para a comédia romântica. "Eu o chamo de poeta laureado da comédia e do romance", disse. Os dois tinham colaborado na abertura da Olimpíada de Londres, em 2012, e voltaram ao estádio de Wembley para filmar cenas dos shows de Jack, usando plateia, cenário e equipamento de Ed Sheeran - o músico faz o papel de si mesmo e, compreensivelmente, fica um pouco enciumado com o talento de Jack.

Nenhum dos Beatles sobreviventes participa do filme, mas Curtis escreveu uma carta a Paul McCartney, autor da música "Yesterday", perguntando se tudo bem usá-la no título do longa. "Ele me respondeu dizendo que sim, mas que 'Scrambled Eggs' ("ovos mexidos, na tradução), o nome original de Yesterday, era melhor", contou o roteirista, rindo.

Joaquin Phoenix emagreceu 23 quilos para interpretar Coringa

Por Gabriela Marçal

São Paulo, 30 (AE) - Coringa ganhou seu primeiro trailer na quarta-feira, 28; no mesmo dia o Los Angeles Times publicou uma entrevista em que Todd Phillips, diretor do filme, fala sobre a preparação do personagem. Segundo o cineasta, Joaquin Phoenix emagreceu 26 quilos para dar vida ao vilão.

Todd afirmou que a ideia foi fazer um filme de quadrinhos de uma maneira diferente. "Todos nós crescemos com os estudos de personagens, e eles são poucos e distantes dos dias de hoje. Então foi como, 'vamos mergulhar fundo em um desses caras de maneira real'. Ninguém vai voar nele (no filme). Nenhum edifício vai entrar em colapso. Só vai estar no chão", disse.

Dar uma perspectiva mais realista para uma história de quadrinhos era uma das prioridades do diretor. "Queríamos ver tudo através de uma lente o mais real e autêntica possível. Não acredito que, no mundo real, se você caísse em uma cuba de ácido, ficasse branco e tivesse um sorriso, e seu cabelo seria verde. Então você começa a engenharia reversa dessas coisas e isso se torna realmente interessante."

Coringa estreia nos cinemas brasileiros no dia 3 de outubro para contar a origem do mais conhecido personagem da galeria de vilões do Batman. 

Filme 'Silvio Santos - O Sequestro' será apresentado em outubro na Expocine

São Paulo, 28 (AE) - O filme Silvio Santos - O Sequestro tem estreia prevista para o dia 12 de dezembro. Porém, em outubro, a Imagem Filmes fará uma "line-up" do longa e de outras produções da distribuidora. A exibição ocorrerá na Expocine, grande feira do setor cinematográfico, com cursos, painéis e apresentações de distribuidoras com mais de 70 expositores.

Os palestrantes são especializados no mercado de cinema de distribuição, exibição e produção e vão fazer um balanço dos trabalhos em 2019 e projeção para o ano que vem.

A Imagem Filmes conta com outras apostas nacionais como Ela Disse, Ele Disse, longa estrelado por Maisa Silva, e Boca de Ouro, com Malu Mader e Marcos Palmeira. Outra grande produção da distribuidora que terá "line-up" será Carcereiros - O Filme, com Rodrigo Lombardi. O longa é inspirado na série exibida na TV Globo e escrita por Dráuzio Varela.

O anúncio de Silvio Santos - O Sequestro foi feito em janeiro. Com direção de Maurício Eça, que também produziu Carrossel - O Filme, a história acompanhará um dos momentos mais tensos na vida do dono do SBT.

Em agosto de 2001, Patrícia Abravanel, filha do apresentador, foi sequestrada por Fernando Dutra Pinto. Na época, ela tinha 23 anos e cursava a faculdade de Administração de Empresas. A filha de Silvio Santos ficou uma semana em cativeiro e só foi solta após pagamento de resgate.

O crime foi amplamente divulgado por todos os canais de televisão na época. A TV Globo chegou a interromper a programação habitual para transmitir, ao vivo, as informações sobre o caso.

Apesar da intensa perseguição policial, Fernando Dutra Pinto conseguiu escapar. No dia seguinte, por volta das 7h, o sequestrador pulou o muro da mansão de Silvio Santos, no bairro do Morumbi, na zona oeste de São Paulo, e manteve o apresentador como refém por todo o dia. Ele só se entregou após conversar com o governador de São Paulo na ocasião, Geraldo Alckmin, que pegou um helicóptero e fez a negociação direto no local.

Paola Carvalho
cabinerr@gmail.com
Fetter disse: Em 05/09/2019 às 09:11:53

"Achei decepcionante o filme 'Yesterday'... Infelizmente o tema central é o romance entre os personagens principais e não a história da música sem a maior das bandas. Quanto ao Coringa, ansioso para ver. Parabéns pelo texto!"

Últimas de
Cabine de Projeção
+ Ler mais artigos de Cabine de Projeção