Por Paola Carvalho
Em 11/07/2019

Senhoras e senhores, bem-vindos ao mundo mágico do Cinema!

Olá, pessoal! A Cabine de Projeção traz a resenha de Homem-Aranha: Longe de Casa e as novidades do mundo cinematográfico, como o novo filme do Coringa e estreias do cinema nacional.

Acompanhe as notícias também nas nossas redes sociais no Facebook e Instagram através da @cabinedeprojecao ou entre em contato pelo endereço cabinedeprojecao@folhabv.com. Sem esquecer do nosso parceiro Geziel Ribeiro que traz as novidades do mundo das séries e do cinema toda quarta-feira na FolhaBV Play!
 
É isso! Caso eu não os veja mais: bom dia, boa tarde e boa noite!

Homem-Aranha: Longe de Casa e a influencia de Vingadores

A Coluna Cabine de Projeção assistiu recentemente a nova trama de “Homem-Aranha” e está muito satisfeita com o que viu. Em “Longe de Casa”, o cabeça de teia está em férias de verão com a turma na Europa e acaba tendo que salvar o mundo. Algo bem normal para quem é um adolescente e membro dos Vingadores.

Apesar de ser suspeita para falar do Aranha (já que ele é o herói favorito aqui da colunista), o filme é ótimo, com grandiosos efeitos especiais e boas atuações de Tom Holland como Peter Parker, Zendaya como MJ, Jacob Batalon como Ned e Jake Gyllenhaal como Mysterio. As aparições de Marisa Tomei como Tia May e Jon Favreau como Happy Hogan também são ótimas e rendem boas piadas.

A mensagem principal do filme também é importante, de que devemos ter cuidado em acreditar em tudo que vemos, principalmente em mundo tão tecnológico como temos hoje. (Cuidado com as Fake News)

Porém, diferente do que senti em“Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, esse novo filme parece se apoiar muito no enredo de Vingadores.O que pode ser desnecessário já conseguimos nos despedir dos heróis em “Vingadores: Ultimato” e precisamos que o desenvolvimento do personagem seja algo único e original, tipo o visto em “Homem-Aranha no Multiverso”. 

Outra sensação é que o longa é uma espécie de transição para o terceiro filme já que grande parte das suas reviravoltas ficam justamente nas cenas pós-créditos (atenção que são duas, não saia mais cedo do cinema).

Ainda assim, o filme do Aranha consegue fazer rir, comover e apaixonar principalmente nas cenas de romance entre Peter e MJ, já que sabemos da grande dificuldade do herói em levar uma vida dupla e manter as pessoas que ama fora de perigo. Estamos animados para o próximo!

Maísa estrela comédia teen brasileira: “Ela Disse, Ele Disse”

A comédia romântica “Ela Disse, Ele Disse” é uma adaptação do livro de Thalita Rebouças e acompanha Rosa (Duda Matte) e Leo (Marcus Bessa) enfrentando os típicos dramas teens como novos alunos da escola, descobrindo que tem uma bela conexão, apesar de suas personalidades bem diferentes. 

Entre provas, amizades, bullying, crushes e redes sociais, quem pode atrapalhar esse relacionamento é a popular Julia (Maísa Silva) determinada em conquistar o próximo astro do futebol do colégio.

Maria Clara Gueiros, Fernanda Gentil, Bianca Andrade, JP Rufino e  ngelo Paes Leme também participam do filme dirigido por Cláudia Castro (Podecrer!), em sua estreia na direção. Além de narrar o trailer, Thalita Rebouças assina a adaptação do próprio livro, ao lado de Tati Ingrid Adão.

Ela Disse, Ele Disse chega aos cinemas em 3 de outubro.

Vai Que Cola 2 traz origens de personagens

Sem a presença de Paulo Gustavo, a trama do segundo filme de Vai que Cola acompanhará as vidas dos protagonistas antes de unirem na pensão da Dona Jô (Catarina Abdalla), até que se encontram em uma feijoada organizada por Terezinha (Cacau Protásio). Conheça a época em que Jéssica (Samantha Schmutz) era apenas uma adolescente que morava com a mãe e estava prestes a fazer vestibular; Ferdinando (Marcus Majella) e Máicol (Emiliano D’Ávila) sonhavam em chegar ao Rio; e Terezinha morava no Morro do Cerol com seu grande amor, Tiziu (Fábio Lago).

O elenco ainda conta com Fiorella Mattheis, Silvio Guindane, Érico Brás, Alice Morena, Paulinho Serra, Mary Sheyla, Sergio Mallandro e Marcelo Medici. 

Novo filme do Coringa não será inspirado nos quadrinhos

Enquanto o surgimento de algumas novas fotos revela um pouco mais a respeito da transformação de Joaquin Phoenix no palhaço mais maníaco da cultura pop, outras informações vão sendo liberadas para o grande público. Durante uma entrevista à revista Empire, o diretor Todd Phillips declarou que o filme solo do vilão não seguirá nenhum de seus arcos nos quadrinhos:

"Não seguimos nada dos quadrinhos, e isso vai deixar as pessoas furiosas. Nós apenas fizemos nossa própria versão sobre como um cara como o Coringa surgiria na vida real. Isso era o interessante para mim. Nós não estamos fazendo mais um filme do Coringa, e sim a história sobre se tornar o Coringa. É sobre esse cara", falou.

De acordo com Todd, Joaquin sempre foi a primeira opção para o papel. Ele relatou que sempre imaginava o ator enquanto escrevia suas cenas, torcendo para que ele aceitasse interpretar o criminoso. A Empire divulgou ainda uma nova foto do longa, mostrando um pouco mais sobre a transição entre Arthur Fleck e Coringa. O filme chega aos cinemas brasileiros no dia 3 de outubro.

Paola Carvalho
cabinerr@gmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Cabine de Projeção
+ Ler mais artigos de Cabine de Projeção