Por Moara Albuquerque
Em 13/05/2019

13 DICAS PARA VOCÊ COMPRAR UM SOFÁ

1.    Não se deixe levar apenas pela aparência do tecido, da cor, da beleza da loja e da educação do vendedor. Leve suas anotações do que você já pesquisou antes, do modelo que procura, o tamanho etc. Segure a empolgação e siga seu checklist!

2.    Quer saber se o sofá que você escolheu é bom mesmo? Confirme se ele tem uma estrutura firme e se a espuma é de qualidade – ele tem que aguentar o peso sem reclamar e sem ficar todo afundado depois de levantar.

3.    No seu checklist deve ter todas as medidas do espaço que o seu sofá ocupará, para você conseguir escolher um modelo na loja. A dica extra é, além de medir todo o ambiente, meça também a distância que ficaria o sofá para a TV, por exemplo, meça os demais móveis no ambiente, mesa de jantar, rack, estante etc – isso tudo irá ajudar a ver se o sofá vai ficar grande demais ou pequeno demais perto dos outros móveis!

4.    Medir o ambiente inteiro e os outros móveis ajuda na hora de analisar a proporção e a composição do ambiente. Em salas pequenas ou médias, escolha apenas um sofá, em vez de um conjunto. Salas grandes pedem sofás maiores ou um conjunto de sofás. 

5.    Imagine como o sofá irá chegar lá: isso significa conferir se ele irá passar pelo caminho que ele terá que percorrer – ele vai passar pela porta? Tem que subir uma escada? Ele vai caber naquele corredor? Tudo isso influencia na hora de escolher o seu sofá.

6.    Se o “caminho” que falamos for muito apertado, opte por modelos de sofá com pés removíveis, um que possa ser desmontado, ou modelos que vêm em “blocos” separados.

7.    Sofá novo é só alegria, mas como ele estará depois de um ano de uso? Algo que já te ajudaria na escolha é procurar por empresas que ofereçam garantia – isso demonstra segurança perante a qualidade do produto.

8.    Falando em espuma: as densidades do assento, dos braços dos encostos e das almofadas devem ser diferentes, pois as fadigas não são iguais. O vendedor não sabe informar isso? Desconfie.

9.    Qual a diferença entre um sofá para relaxar e um sofá para a sala de visitas? A profundidade do assento. Para uma sala de TV, por exemplo, o ideal é escolher um sofá mais larguinho, com uma profundidade maior e assento mais macio. Algo mais formal, como uma sala de visitas, ou recepção de uma clínica, pede um sofá mais enxuto, mais firme e com menos profundidade.

10.    Em ambientes pequenos, opte por sofás com profundidade menor, com design mais limpo e, se possível, sem um braço. Assim você ganha um assento extra e aumenta a percepção de espaço do ambiente. Pés aparentes no sofá ajudam a deixá-lo com uma aparências mais leve, sem pesar tanto no ambiente.

11.    Aliás, será mesmo que você realmente precisa comprar um sofá novo?  Já pensou em reformar o seu velhinho? O que manda é a qualidade da estrutura. Faça uma pesquisa antes de se desfazer do seu sofá antigo - peça a opinião de bons tapeceiros e considere dar uma boa repaginada nele.

12.    Você é alto ou baixo? Gordinho ou magrinho? Isso influencia se aquele sofá vai ser confortável para você ou não. O truque é sentar no sofá com as pernas cruzadas, como “perna de índio”. Se você couber no assento, sem afundar demais, sem sentir pressão ou desconforto no bumbum e sem que seus joelhos fiquem para a fora, a peça passou no teste!

13.    O acabamento é algo que traz muita dúvida – couro, couro sintético, linho... há várias opções. Escolha um material que combine com o restante da decoração e que você veja a qualidade no acabamento, nas costuras e cantinhos do sofá. Se seu sofá fica perto de uma janela, opte por materiais sintéticos, pois materiais naturais se deterioram rápido com a luz natural. Se tem animaizinhos em casa, vale usar uma capa, para poder tirar para lavar.


Moara Albuquerque
contato@opendoor.arq.br
Moara Albuquerque é arquiteta da OpenDoor Arquitetura, uma empresa voltada para a criação de projetos comerciais e clínicos.
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Decore+BV
+ Ler mais artigos de Decore+BV